Facebooktwittermail

sensacionalista engraçadalho

O Sensacionalista nasceu como cópia de vários “jornais” satíricos existentes no Primeiro Mundo, como The Onion (o mais famoso), o britânico Private Eye (o melhor), News Biscuit (“the news before it happens”) ou o auto-explicativo Uncofirmed Sources.

Infelizmente, ao invés de trilhar o caminho de um humor sardônico e imperdoável, o que exige uma inteligência acima da média, como o nosso Joselito Müller, o Sensacionalista retira o grotesco e fica só com o mamão com açúcar sem coragem e sem brilho do Charlie Hebdo.

O site aderiu de corpo, alma e Google Ads ao humor a favor. Não há nada de falta de mérito em ser um humorista de esquerda – Bill Maher, por exemplo, é socialista até o osso, e nenhum conservador ousaria dizer que ele não é engraçado, apesar de suas idéias ultrapassadas. O problema se agrava quando, além de um discurso perebento que se assemelha a uma assembléia de DCE, para se encontrar a tal da graça é preciso ser adesista e partidário até o último furúnculo.

Algo completamente diferente de quando Bill Maher, por exemplo, faz um breaking news sobre aborto: “E as religiões do mundo se uniram novamente contra sua maior inimiga: a vagina.” Não é necessário ser um comunista para achar isso, ao menos, engraçado.

O Sensacionalista entrou em campanha aberta, vermelho PT e estrelinha tatuada na nádega esquerda, contra o protesto do dia 13 de março pelo impeachment. Cada um com sua opinião – mas o site que se pretende de humor não tem mais a mínima graça.

Na imagem que postaram explicando por que não irão aderir, no momento com cerca de 71 mil curtidas e 27 mil compartilhamentos, fazem piadinhas nível Gregório Duvivier ou Fábio Porchat: piadas em que antes é preciso concordar com a opinião política dos autores (opinião esta sempre baseada no princípio “Não sou petista e nem socialista, mas só se pode gostar do que a União Soviética mandava gostar”) para então, ao invés de rir de fato, pensar: “Ufa, alguém escreveu frases de efeito que resumem o que penso de uma maneira um pouco torta, mas funcional. Vou compartilhar, para não ter de me explicar defendendo bandido, corrupto e totalitário boliviariano!”

Repare bem como qualquer pessoa que compartilha a imagem ou posta um “HAHAHAHAHAHAHA” nos comentários não riu de porcaria nenhuma: apenas concordou e usou como arma de propaganda.

Na imagem, falam em primeira pessoa do singular: “Não vou porque…” e elencam “razões”. A primeira: “Não perco The Voice Kids”. Essa é a mesma turma que garante que a Globo é golpista e que quem vai está obedecendo cegamente a Globo (que não comentou absolutamente nada sobre o protesto do domingo, como se ele não existisse e não estivesse sendo planejado – o exato oposto, no mau sentido, do News Biscuit).

Ou “Não aprendi a coreografia do impeachment”. Difícil é encontrar pessoas que querem o impeachment e levam a dancinha inventada a sério – mas, naturalmente, em todas as notícias encontráveis na internet sobre a manifestação, só se fala na única coisa ridícula que encontraram a respeito (black blocs? violência? defesa do indefensável? não, dancinha).

Prosseguem: “Domingo é dia de fazer amor”. Será que é válido para o domingo seguinte, com manifestação pró-Lula e PT? Será que essa turma DCE sabe mesmo o que é amor ou, ao menos, o que é uma vagina?

A próxima mostra o elitismo esquerda caviar: “Vai ter muita gente suada”. No post seguinte, é de se apostar que estarão chamando Aécio de mauricinho e tentando bancar os proletários. E nem pense novamente no domingo seguinte.

Adiante: “Preciso terminar a 4.ª temporada de House of Cards”. A série segue os passos de um político esquerdista corrupto que comete até mesmo dois assassinatos para galgar os degraus do poder. A ficção é mais importante do que a história, já ensinara Aristóteles: a poesia fala do que pode acontecer, enquanto a história só fala do que aconteceu, sendo mais restrita em seu escopo. Contudo, mesmo o protagonista Frank Underwood, após matar as versões fictícias e americanas de Celso Daniel e Toninho do PT, ainda não chega aos pés da bizarrice que se deslinda diante dos olhos de quem quer ver (o que exclui o Sensacionalista) no Brasil. E olha que Bill Clinton, do partido de Underwood, já afirmou que House of Cards é 99% real.

Essa esquerda já desistiu de esconder que é caviar.

Logo depois, “Os taxis são bandeira 2 no fim de semana”. Curioso: o protesto é tão gigantesco que é impossível usar táxis para ir ou voltar. Ou carros. Todo mundo vai de metrô. Em cidades menores, de ônibus. Porque é povão mesmo, exatamente ao contrário do que dizem. Ademais, se táxis são caros, esquerdistas poderiam finalmente se tocar e defender o Uber contra sindicatos cartelistas que se escoram no Partido da presidente.

A seguir, vem um “Eu iria se”, com novos itens.

Além de mais esquerdice caviar, modelo “caísse o sinal da TV a cabo e da internet” (estes petistas guris de apartamento!) e papo sobre “minha camisa da seleção estivesse limpa” (já afirmamos que está na hora de trocar a camiseta da seleção pelo PRETO), o melhor é o primeiro item: “Tivesse presunto de parma em vez de mortadela”.

Ué, o Sensacionalista esqueceu quem está criticando? Pensou apenas em “protesto” e já saiu metendo a metralhadora de clichês para fazer alguém “rir” (ou, como se viu, usar a imagem como arma por quem posta “kkkkkkkkkkkk” sem ter dado uma micro risadinha) como se um amontoado de clichês fosse inteligência e “humor”? Que tal terminar com um sambarilóve ou ié ié, sassi fufu pra alegria da petistosfera?

Quem gosta de mortadela é petista. Um dos gritos famosos dos protestos pelo impeachment é o “Eu vim de graça”, depois de denúncias com vídeos mostrarem que os protestos a favor do PT têm gente que recebe R$ 35 para vestir camiseta da CUT (essa pode, né? não tem corrupção nenhuma ao contrário da CBF, imagine) e achar que protesto da CUT é contra Dilma, o que saiu até em sites de esquerda. Outros, nem falam português. Usaram até veículos de hospitais públicos para transportar “manifestantes” – cadê a turma reclamando da merenda tucana que não deu um pio sobre isso? Apenas isto já é motivo o sobejante para mais do que um impeachment.

E ainda querem presunto de parma. Mas como anda Jardins-Leblon esse PT…

Yashá Gallazi explicou no Facebook qual seria o melhor a ser feito pelos que insistem em persistir (sic) na teimosia (sic²):

yasha gallazzi dia 13

Ou, em resumo para o Sensacionalista e seus acólitos:

dia 13 eu não vou porque

Contribua para manter o Senso Incomum no ar sendo nosso patrão através do Patreon

Não perca nossas análises culturais e políticas curtindo nossa página no Facebook 

E espalhe novos pensamentos seguindo nosso perfil no Twitter: @sensoinc

Saiba mais:








  • Pingback: Sensacionalista: engraçadalho pra carilho | Solda Cáustico()

  • Flávio, estranhei esse seu post.
    O sensacionalista sempre fez piadas com os dois lados.
    Esse mesmo post que você mencionou é uma sátira. É humor.
    Eu vejo mais eles “tirando onda” com o governo (e com a oposição também).

    Conheço esse site desde que ele foi criado e, sinceramente, não concordo com você não.

    O só fazer uma busca nos posts antigos deles que você verá que eles “atiram para todos os lados”.

    Resumo, é humor.

    • Flavio Morgenstern

      José, não estou reclamando de fazer piada com a direita: estou dizendo que o humor deles NÃO é humor. Até citei piadas de esquerda que são boas.

  • Rafael

    Exagero, o site atira para tudo quanto é lado, hoje mesmo tiraram sarro da Dilma.

  • Donald

    “segue os passos de um político esquerdista corrupto que comete até mesmo dois assassinatos para galgar os degraus…”

    SPOILER NÃO! SPOILER NÃO!

  • Pedro

    Esse post reflete uma profunda inveja recalcada de quem tem inteligência e senso de humor pra fazer algo engraçado e que alcança um grande público. Tente fazer melhor ou então vá resolver seus problemas no analista, amigão. Se você é “analista político”, deve estar percebendo que se trata de um conflito de poder pra trocar a merda pela bosta.

  • Isaías

    Coisas com as quais nunca verei o Sensacionalista fazer piadas:
    1)PSOL;
    2)”Minorias”;
    Coisas com as quais sempre vejo o Sensacionalista fazer piadas:
    1)A direita e seus estereótipos mais infantis;
    2)Em cachorros mortos – como as Dilmas da vida – para bancar de insentões.
    Por isso digo:
    Josellito >>>>>>> abismo >>>>>>> merda >>>>>> Sensacionalista

  • Isaías

    Coisas que nunca verei o Sensacionalista fazer piada:
    1)PSOL;
    2)”Minorias”;

    Coisas que sempre vejo o Sensacionalista fazendo piadas:
    1)A direita e seus esteriótipos mais infantis;
    2)Em cachorros mortos – como as Dilmas da vida – para bancar de insentões.

    Por isso digo:
    Josellito >>>>>>> abismo >>>>>>> merda >>>>>> Sensacionalista

  • flavio de carvalho

    a mesma busca desesperada pelo humor a favor está fazendo o Adnet, na sua busca por ser legalzão. (mais engraçado que o sensacionalista, pelo menos).
    um dos problemas é que o humor a favor deturpa a piada. um dia teve o esquete do Activista, o iogurte que contém lactofascistas vivos. engraçado, mas… não faz sentido. o activista, e isso é um dado empírico, é o cara de esquerda. o esquete ainda dizia que faz textão no facebook. sim, é o activista de esquerda que faz isso. no entanto, para minha surpresa, a piada tem que fazer um looping distorcido e associar o activista ao… cara de direita. provavelmente os caras ficaram com medo (que que meus amigos do leblon vão pensar?) e adulteraram a ordem natural da piada só pra ela atirar para o outro lado.

  • Deixa eu ver se entendi. O Sensacionalista não tem graça porque é de esquerda, o “nosso” Joselito Muller é engraçado porque é de direita?Tá serto!!!

    • Flavio Morgenstern

      Não, não entendeu, vai ter de ler (ou aprender a ler) para entender.

      • Pedro Neves

        O engraçado é que você escreve no texto que “não há nada de falta de mérito em ser um humorista de esquerda” e ainda tem jumento que aparece pra escrever essas merdas.

  • Finalmente alguém acertou uma cacetada nesse “humorístico” chapa branca de quinta categoria… faz tempo que esses cretinos se assumiram a favor do Regime, fazendo umas gracinhas aleatórias sobre Dilma e sua patota apenas pra não dar muito na vista, mais ou menos como as notícias da Folha.

  • Marc

    Ouch!

    Eu nao sei se petistas riem ou não das merdas do sensacionalista, mas que deve dar uma melancolia danada neles ler a paulada acima, ah, isso deve.

    O “Fazer amor no domingo” lembra aquela velha máxima do Morgen sobre os habitats da esquerda: ambientes onde fala-se muito de sexo, mas ninguém come ninguém. A vida do Jean Wyllys descrita em uma frase.

  • Vitor

    Parabéns pelo pensamento binário.

  • Pedro

    “Hora de criticar o humor de esquerda, galerinha do Senso Incomum. Vamos lá, essa semana a pauta será Marcelo Adnet e Sensacionalista. Deem o vosso melhor.”

    O que um site de humor vai fazer quando existe uma mobilização de pessoas protestando contra o governo? E que uma pequena parcela dessas pessoas pedem volta do regime militar, fazem coreografias, levam cartazes cômicos, cachorrinhos pra avenida, usam fantasias, etc. Lembrando mais uma vez que é um site de….HUMOR. Dentro dessa manifestação, mesmo a pauta sendo válida, terá com toda certeza humor suficiente para um ano de piadas.

    Posso colar aqui as tiradas humorísticas que eles fizeram com a Dilma? Com o Lula? Com o Delcídio? Com o Aécio? “NÃO, NÃO PODE. NOSSO TEXTO FOCA SOMENTE NAS PIADAS ESQUERDISTAS. QUANDO ELES CRITICAM O GOVERNO A GENTE RESOLVE NÃO FALAR NADA PRA NÃO PARECER QUE ELES SÃO IMPARCIAIS. A GENTE PRECISA DESACREDITAR O SITE DELES PORQUE ESTÃO TIRANDO SARRINHO DA NOSSA MANIFESTAÇÃO.”

    • Flavio Morgenstern

      Acho que um site de humor precisa fazer… HUMOR, como você diz. O que não é o caso. Como os chiliques que você postou.

    • Pedro, na boa, você acha que alguém aqui acredita em papai noel, rapaz? Acha mesmo que somos tão ingênuos a ponto de cair no truque mais velho do mundo de simular imparcialidade fazendo uma crítica ou outra a um lado enquanto a maior parte das críticas é direcionada a outro lado? Não subestime a inteligência de quem está lendo o que você comenta. It’s shameful.

      • Pedro

        Coitadinho da direita, né Octavius? São perseguidos por todos. Quer dizer que pro humor ser idôneo, ele necessariamente precisa pender somente para um lado? Se fizer 70% das piadas tirando sarro da direita e 30% da esquerda, é marxismo cultural. É disseminar a palavra errada. É apoiar a roubalheira. Não há limites para o humor, meu amigo. Não há barreiras. Não há nada que não possa ser usado como assunto. De religião até política, tudo entra na receita. Eu apoio as manifestações, e nem por isso eu vou ficar de biquinho porque alguém fez piadas com a tema. Há de convir que manifestação no Brasil tem sua veia humorística. Amanhã eu aposto que irá pipocar centenas de piadas sobre os manifestantes, porque, como eu citei, terão coreografias ridículas, terá gente pedindo a volta da ditadura militar, terá uma galera levando os animaizinhos pra protestar, gritando um monte de imbecilidades, enfim…Sempre tem. E isso é engraçado. Isso rende piada. E nada mais justo que um site de humor que vive de piadas se aproveitar do tema.

        Só pra te provar como quem está subestimando a inteligência do outro aqui é você, algumas “matérias” na página principal do Sensacionalista:

        – MP-SP quer usar vídeo de ato falho de Dilma como prova de que ela renunciou

        – Dez sugestões dos leitores para o nome do ministério de Lula

        – PSDB e PMDB se unem para definir como manter nível de corrupção caso o PT saia do poder

        – Por experiência com sítio, Lula é convidado para ser Ministro da Fazenda

        – CPMF e outras 10 coisas que a gente não quer que voltem

        – Polícia Federal descobre que RG de Lula está em nome de amigo

        – Lula se defende e diz que falou: “enfiem um processo no Cunha”

        “AIN, MAS…MAS…ELES…MAS…ELES SÓ FAZEM PIADAS COM A DIREITA. AIN…”

        Sério, é muito vitimismo barato.

        • Flavio Morgenstern

          Desculpa, mas quem aqui defendeu humor IDÔNEO (ééééécat!!) e que não se pode fazer piada com a direita? Logo no começo, MEU TEXTO cita uma. Acho que todo o seu ataque de pelancas foi mera falta de interpretação de texto. Releia e talvez entenderá, como quase todos entenderam.

        • “Coitadinho da direita, né Octavius? São perseguidos por todos.”

          Leia o meu blog e verá que eu sou um dos que mais atacam essa ideia. Além disso, foi cretinice tua tentar passar para a galera a impressão de que eu disse que esse site de humor de merda só faz piada contra a direita sendo que eu disse, justamente, que fazer uma ou outra piada contra a esquerda para fingir isentismo é uma técnica excelente.

          No mais, o problema do Sensacionalista, para mim, nem é que eles façam piada com a direita. Eu também quero que a direita se foda, na moral, e o próprio Morgenstern sabe disso. O meu problema com eles é que, de 10 piadas que fazem, seja pró-esquerda, seja antiesquerda, 0,3 tem alguma graça. O resto é só chavão que até uma criança de 5 anos poderia reproduzir dentro de textos que até uma criança de 5 anos teria vergonha de escrever. Acha mesmo que um site desses é “likable”?

  • Puta que pariu, fazia tempo que você não me fazia aplaudir um artigo seu de pé, Flávio. Dessa vez, tenho de me render e bater palmas efusivas de pé.

  • É o humor sem graça desses tempos, que é tão inovador que a sua maior inovação é não ter graça nenhuma…