O ex-presidente Lula vira réu junto a Delcídio do Amaral num momento em que suas chances de impunidade se esfarelam diante de Sérgio Moro.

O ex-presidente Lula virou réu por tentativa de obstruir a Justiça. Junto a Delcídio do Amaral e outros 5 réus, Lula é acusado de tentar comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

A denúncia foi aceita pela 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília. Nestor Cerveró, um dos primeiros presos graúdos na Operação Lava-Jato, possui segredos de operações criminosas realizadas pelo PT que poderiam e comprometeram outros petistas, aliados e companheiros com a Justiça.

Para evitar que Nestor Cerveró delatasse companheiros por ameaças ou ofertas, foi escalado o líder do PT no Senado e principal comunicador petista com a base e a oposição, Delcídio do Amaral.

Delcídio do Amaral se tornou o primeiro senador preso do Brasil por tentativa de comprar o silêncio de Nestor Cerveró. Posteriormente, Aloizio Mercadante também foi flagrado tentando comprar o silêncio do próprio Delcídio do Amaral, em conversas de tom dúbio que podem ser interpretadas como uma ameaça velada. Mercadante veio a público para tergiversar sobre o ocorrido, e acabou não sendo preso.

É possível que, caso Aloizio Mercadante fosse preso, algum outro petista fosse flagrado tentando comprar o silêncio de Mercadante que tentou comprar o silêncio de Delcídio que tentou comprar o silêncio de Cerveró que não tentou comprar o silêncio de ninguém. And so on, no modelo Inception de corrupção petista, em que a culpa é sempre do outro, eu não sabia de nada, não conhecia, não era meu, eu só estava segurando.

Os outros réus são o ex-chefe de gabinete de Delcídio Diogo Ferreira, o banqueiro André Esteves, o advogado Edson Ribeiro, o pecuarista José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai. Todos coligados umbilicalmente aos negócios do PT: advogados caríssimos de bandidos, pecuaristas “donos” do sítio de Atibaia com pedalinhos com os nomes dos netos de Lula e banqueiros. É este o PT que a esquerda defende.

Há duas novidades agora.

Finalmente, Lula virou réu a partir da Lava Jato. Quando de sua condução coercitiva, Lula sempre flertou e namoricou as investigações da Lava Jato, mas nunca foi réu da Justiça. Em segundo lugar, não é um réu solitário. É difícil crer que algum dos outros réus, já em situação delicada com a Justiça, possa se safar delatando companheiros, mas poupando Lula.

Lula será preso: não é questão de se, é questão de quando. Provavelmente será a última peça de dominó a cair na queda do Império Petista. Ou seria.

Obstruir a Justiça pode ser algo diferente de seus outros crimes. Ninguém poderia prender Lula pelo dinheiro que deu para ditaduras ou pelo tanto de poder que comprou com o mensalão, por exemplo. Mas obstruir a Justiça é algo que, justamente, atrapalha até quem juridicamente passou um pano para Lula até agora. Se Al Capone foi preso por sonegar impostos. Talvez Cerveró sejam os impostos de Lula.

O desespero de Lula chiando para ONU (!), num furor de ridículo que Lula nunca cometeria nas condições normais de temperatura, pressão e Polícia Federal longe de seu solar, indica um pessimismo se tornando realismo.

Moro e Lula sempre se antecipam. Talvez Lula, além de saber de tudo, agora também saiba antes de nós que será preso.

Contribua para manter o Senso Incomum no ar se tornando nosso patrão através de nosso Patreon – precisamos de você!

Não perca nossas análises culturais e políticas curtindo nossa página no Facebook 

E espalhe novos pensamentos seguindo nosso perfil no Twitter: @sensoinc

Saiba mais:







  • Rafael

    Vai sim, ai a missão da lava-jato será cumprida e lá na frente, quando Lula estiver fora do pareo anulada para livrar a cara do resto dos bandidos.

  • Le Zuero

    Tomara.

Sem mais artigos