Manifestações foram organizadas para o dia 4 de dezembro pelas medidas contra a corrupção. Há motivo para desconfiar de boas intenções.

Ontem assistimos novamente um espetáculo de vandalismo em frente ao Congresso Nacional. Como se não bastasse o extremo mau gosto de se fazer um protesto num dia de luto nacional, esses desocupados e pelegos, vagabundos e mercenários mostraram que nutrem pelo Brasil apenas desprezo. Não respeitam a dor alheia, não respeitam as instituições e não respeitam o patrimônio público e privado. Apenas depredam.

Eles protestavam não contra a PEC 55, que todos sabem absolutamente necessária, nem contra a anistia ao caixa dois, que não estará em pauta, nem contra a reforma da educação, que é flexível a ponto de comportar quase quaisquer matizes. Eles querem apenas abrir o caminho para desestabilizar o atual governo, como fizeram em todos os governos anteriores, exceto os de Lula e Dilma.

Contam com apoio de boa parte da mídia, sabemos. Se fosse um grupo de direitistas que tivesse promovido o quebra-quebra de ontem, tenham certeza que seriam massacrados por semanas nos jornais e nas TVs. Sendo MST, CUT ou “estudantes” sabe-se do quê, já estão esses papagaios de pirata, sempre a postos, dizendo que a PM agiu com truculência. O certo, segundo estes degenerados, seria deixar que a turba invadisse o Congresso e quebrasse tudo.

E por que eu faço essas colocações óbvias? Porque faz dias que venho alertando para armadilhas que vêm sendo plantadas e com o intuito de sabotar o governo Temer. O caso Calero foi uma destas armadilhas. Esse jovem ministro, que gravou ilegalmente quem lhe confiou um ministério, nunca se incomodara, nos anos em que serviu aos governos do PT, na Petrobrás ou CVM, ou mesmo na secretaria junto ao Duda Paes, outro bastião da moralidade da era PT.

E o que falar do ex-chefe de gabinete de FHC, Xico Graziano, que defendeu faz poucos dias, no maior jornal do país, a volta de FHC através de eleições indiretas? Jabuti não sobe em árvore. Isso é o que chamamos de plantar rumores, idéias, tais como num teste de laboratório, para ver se colam.

E o que falar das manifestações de 4/12 (4 de dezembro)? “Isentões” querem mostrar que são limpinhos, bonzinhos e amigos da galera. Também protestam contra o centro ou a direita, já que protestaram contra a esquerda. Na figura do Dr. Hélio Bicudo podem se sentir representados. Eles formam a maior parte da massa de manobra. Muita vontade, pouco freio. Muito fígado, pouco cérebro. Muita tática, pouca estratégia.

Os movimentos que se destacaram no fora Dilma são bastante heterogêneos. Há de tudo um pouco. O que menos há é independência e maturidade. Comportam-se como adolescentes. Adolescentes da geração Y. Entendedores sabem do que falo. Quem é contra todos os partidos, inclusive o “PQP”, que aponte então o caminho para que coloquemos o país nos trilhos. Aqui não questiono o mérito por trás dos protestos.

É quase unânime que a Lava-jato é positiva e pode ser considerada um marco para o país, graças, principalmente, ao belo trabalho da Comarca de Curitiba. Também é quase unânime o entendimento que corruptos devem ser presos. Quem não atentar para o fato de que hoje empresários, banqueiros, deputados e senadores foram ou estão presos por conta da Lava-jato ou Zelotes, não está conectado à realidade.

O maior empreiteiro do país está preso faz dois anos. O ex-todo-poderoso Eduardo Cunha está preso, a tesouraria toda do PT está presa. Lula será preso. Quiçá ainda este ano. O timing destas manifestações não poderia ser pior Em meio a estas diversas tentativas para desestabilizar este governo de transição, quaisquer protestos e manifestações de rua se somarão aos atos de vandalismo como o de hoje.

Os jornais anunciaram 4/12 com uma semana de antecedência. Precisamos, no passado, de centenas de milhares nas ruas para ganhar uma notinha nesses mesmos jornais. Jogou-se no colo do Temer a responsabilidade pela lei da “anistia”, como se não fosse do Congresso a atribuição para aprovar a proposta do MP com apoio popular, que também pecou no timing.

Geddel deixou o governo, mas segue sendo protagonista, como se o Temer não tivesse agido da forma correta e prudente, no caso. Está armada a arapuca. Temer foi ágil. Saiu Geddel, disse que vetará a anistia. O Senado se ligou. Acaba de aprovar a PEC 55 por 61 x 14. Massacre. Essa eficiência deve ser refletida nos mercados ainda nesta semana, já que ontem circulou na mídia um eventual atraso nas votações. Estamos com 12.1% de desemprego. R$ 170 bi de déficit primário. O PIB caindo mais de 3% este ano.

Apenas o restabelecimento da confiança, tanto de empresários quanto de consumidores poderá impulsionar novamente nossa atividade e trazer consigo um círculo virtuoso. E esta confiança não será restabelecida sem que haja um mínimo de estabilidade política para que as reformas sejam levadas adiante. Sabemos que o inimigo de nosso inimigo, é nosso amigo.

Se atuarmos junto com nossos maiores inimigos, os grupos da esquerda revolucionária, ainda que sem coordenação explícita, e contra um inconveniente menor, estaremos simultaneamente dando oxigênio para estes nossos maiores inimigos, às cordas, ao mesmo tempo em que ajudamos a dinamitar a única ponte que eventualmente nos permitirá chegarmos onde almejamos, o governo de transição para 2018.

O PT e seus congêneres deveriam estar escondidos, no máximo conspirando junto de seus advogados. Mas não. Conseguem ainda papel de protagonista ao encaminhar pedidos de Impeachment e, com menos de 20% de representação, colocar o país no corner. O MinC fora extinto. Gritaram. O ressuscitaram. E para lá enviaram um cavalo de Tróia. Viram no que deu.

O PSDB perdeu seu lugar na fila. De forma estratégica, aceitou fazer parte do governo Temer. Ao menos por enquanto. Antes que Aécio Neves, José Serra e Geraldo Alckmin comecem a se digladiar, devem tentar demover o PMDB do protagonismo em 2018. Caso não consigam, faria sentido desestabilizar o atual governo para lançar FHC em votação indireta. Seria o nome que uniria o partido e de quebra poderia tentar resgatar sua biografia, manchada sob a pecha da “herança maldita” durante os 13 anos de PT. E desta vez, creio eu, tentaria fazer um sucessor, diferentemente de 2002.

Se as digitais do PSDB estiverem por trás destes ruídos, não me surpreenderia nem um pouco. O que sei é que se o PSDB voltar ao poder prematuramente, o sonho de termos um governo de direita e que buscasse resgatar os valores que perdemos nas últimas décadas, ficará muito mais distante. É por isso que no dia 4/12 eu irei, mas para um churrasco com amigos, e espero que a lucidez leve aqueles bem intencionados a fazer o mesmo. Deixemos o MASP para que os movimentos contrários ao Brasil passem vergonha sozinhos.

—————

Não perca o artigo exclusivo para nossos patronos. Basta contribuir no Patreon. Siga no Facebook e no Twitter: @sensoinc

  • INDIGNADO

    Sabotar o governo Temer? É assim que se refere a tentativa de deter este bando de corruptos que seguem o vampirão? Sinceramente, o autor perdeu o rumo…

  • Bruno Leonard

    Por acaso, acreditas na barela difundida há mais de 20 anos pelo PT e seus satélites (PSOL, PDT, PSTU, PCB, PCdoB, etc) que PSDB é direita? Se acreditas, é problema seu.
    O PSDB (junto com FHC, Alckmin, Serra e Neves) perdeu grande oportunidade de apoiar impeachment no começo. Sabe o que aconteceu? Foi contra! Só mudaram quando teve tripla crise (econômica, social e política).
    FHC defende a descriminação da maconha, ou seja, qualquer um que fume e dane-se os quem é viciado ou canceroso (qualquer forma de fumo dá câncer).
    Geraldo Alckmin faz seu pior gestão do seu governo PSDB em São Paulo em mais duas décadas, tanto é que seu partido e o PT estão com dificuldades em apontarem algum sucessor.
    Serra e Neves estão como Alckmin, suas pesquisas de opiniões estão apontando queda de intenção de votos, por posicionarem contra e depois a favor do impeachment, tendo seus nomes citados na Lava Jato, na qual a mídia tenta de tudo ocultarem seus nomes com medo do PT e da direita.
    E o mais recente absurdo nestes possíveis candidatos, é a declaração de homenagem ao ditador Fidel Castro.
    E mais: o PSDB é ligado a organização criminosa Diálogo InterAmericano (o “Foro de São Paulo” deles) na qual adota a doutrina do “Socialismo Fabiano”, que é responsável por introdução do politicamente correto, socialização em outros setores (exemplo: educação) e implantação gradual do comunismo disfarçado de capitalismo.
    O PT não denuncia DIA, nem tampouco o PSDB faz com FSP. Maior exemplo foi em 2010, quando Índio da Costa (vice do Serra no PSDB) denunciou que o PT tem ligação ao nacro-tráfico da FARC e repercutiu muito. Resultado: foi repreendido pelo próprio partido, que um ano depois da derrota, em 2011, saiu do PSDB, criticando seu ex-partido.
    E mais: como foi churrasco? Espero que foi ruim, pois ao contrário dos “movimentos contrários ao Brasil passem vergonha sozinhos” (que na verdade deveriam ser do PT e seus satélites) não eram contrários ao Brasil e nem passaram vergonha sozinhos.

  • Cartola Rs

    É meu amigo André Gordon, se eu fosse você eu tiraria este seu texto cego, egoísta e tendencioso.

  • Carlos Eduardo

    Boa parte dos argumentos até são verdade, apesar de estar falando do obvio, como por exemplo, defendendo que caso fosse um grupo de direitistas que tivesse promovido o quebra-quebra seriam massacrados por semanas nos jornais e nas TVs, mas os argumentos centrais usados para chegar a conclusão são baseados apenas em uma percepção alarmista e desconexa com a realidade.

    A maioria da esquerda e totalmente contrária a essa mobilização por não ser de seus interesses egoístas ou levianos, até uma simples pesquisa no Google pode mostrar isso:

    http://esquerdaonline.com.br/2016/12/02/quatro-motivos-para-nao-ir-aos-protestos-neste-domingo/

    Pode até ser que apareçam poucos oportunistas “por foras”, mas isso nem de perto é justificativa para ilegitimar essa mobilização.

    Atualmente temos que tomar cuidado com esses artigos da internet, porque qualquer pessoa sem nenhum compromisso, cuidado ou mesmo mal intencionado pode escrever aberrações como esta.

    Eu vou.

  • Carlos Eduardo

    Boa parte dos argumentos até são verdade, apesar de estar falando do obvio, como por exemplo, defendendo que caso fosse um grupo de direitistas que tivesse promovido o quebra-quebra seriam massacrados por semanas nos jornais e nas TVs, mas os argumentos centrais usados para chegar a conclusão são baseados apenas em uma percepção alarmista e desconexa com a realidade.

    A maioria da esquerda e totalmente contrária a essa mobilização por não ser de seus interesses egoístas ou levianos, até uma simples pesquisa no Google pode mostrar isso:

    http://esquerdaonline.com.br/2016/12/02/quatro-motivos-para-nao-ir-aos-protestos-neste-domingo/

    Pode até ser que apareçam poucos oportunistas “por foras”, mas isso nem de perto é justificativa para ilegitimar essa mobilização.

    Atualmente temos que tomar cuidado com esses artigos da internet, porque qualquer pessoa sem nenhum compromisso, cuidado ou mesmo mal intencionado pode escrever aberrações como esta.

    Eu vou.

  • Fwfred

    Texo sem pé e sem cabeça! Não aguento mais esses babacas que ficam nessa onda de mortadela x coxinha!! Eu irei!!!!

  • Rodrigo Cesar

    Impressionante como ainda existem idiotas que ficam nessa de ideologia de esquerda e direita, mal sabem do que estão falando, como se tudo fosse uma partida de futebol. Espero que nessa manifestação o povo lute para o fim de políticos profissionais de todos grandes partidos; E que essa seja a manifestação de um Brasil melhor um país mais próspero e justo, mas faça isso mesmo, não vá a manifestação! é um favor que você faz ao povo brasileiro,tenha como exemplo o que a globo fez nas diretas já, fique com suas novelinhas e seu churrasquinho!!!

  • Guilherme Medeiros

    O imbecil que escreveu esse texto não é capaz e entender que o protesto ja estava marcado muito antes do acidente, e que esse DESgoverno maquiavélico está fazendo de tudo pra que esse protesto não ocorra. Tanto é verdade que utilizaram o tempo de comoção da sociedade, pra aprovarem um pacote de leis sacanas pra acabar com a lava jato! E agora estão estendendo o velório das vítimas justamente pra domingo (o dia do protesto ) , e ainda tem otário que não enxerga essa sacanagem explicita por parte desses vermes ! E tem mais, se esse otário que escreveu esse lixo d texto não percebe, a maldita esquerda comunista continua no poder!

  • Edifran Varão

    Mais uma vez esses movimentos que antes eram apartidários, na primeira oportunidade fizeram campanha para diversos candidatos e elegeram seus próprios. Os mesmos movimentos que tiveram dissidentes informando que Aécio e Caiado participavam das reuniões, infiltravam e pagavam especialistas em jornalismo e marketing pra caracterizar o movimento como legítimo. Muita gente que realmente acredita que está fazendo algo por seu país está, na verdade, sendo manipulado, massa de manobra como disse. O pior está por vir, o PSDB ainda não conseguiu o que queria desde o dia 1º de Janeiro de 2015, a cadeira da presidência, custe o que custar. O golpe ainda está em andamento. Temer não caiu em 2016 pois o PSDB sabe que com eleições diretas não conseguem eleger ninguém. Em 2017 as eleições serão indiretas, aí fica fácil, é só pagar. Quanto à PEC 55, está na contramão das medidas que deveriam ser tomadas em uma situação de crise como a que vivemos. Precisaríamos de medidas anticíclicas, mais investimento em infraestrutura principalmente, mas o governo quer o oposto. A transposição do Rio São Francisco, por exemplo, está praticamente concluída, mas por incompetência ou maldade mesmo, não quiseram colocar o último tijolo.

  • Marcelo

    O autor, está confundindo as bolas, a manifestação em frente ao congresso nacional era do PT, só tinha bandeiras vermelhas, ou o autor não se informa corretamente ou está mal intencionado.

  • Rita Guedes

    Discordo de você, primeiro que a nossa manifestação é legítima e popular não é palhaçada de esquerda, segundo que eu não vou me calar para beneficiar o Michel Temer, e acredito que a população não seja idiota de se manifestar para ajudar a esquerda pedindo Fora Temer, aliás pra mim deixar de fazer a manifestação isso sim beneficiaria a esquerda que está adorando os projetos que estão sendo postos em pauta pra beneficiar corruptos, inclusive o Lula. Estamos indo nos manifestar com um propósito, que é o de mostrar nossa indignação com as atitudes tomadas pelo congresso, mostrar que estamos a favor da Lava Jato, não acredito que isso seja algo ruim estamos lá para protestar contra Renan Calheiros e companhia, e no máximo para pressionar e impedir que Michel Temer se acomode e ache que o caminho certo é ficar ao lado dos deputados corruptos.

  • Max Sander Soneghett

    Me parece uma tentativa do autor de fazer lavagem cerebral nas pessoas que lerem o artigo para que não participe das manifestações, utilizando jargões óbvios e outros não tão óbvios assim.
    Hoje não tem coxinha, mortadela, mas sim um bando de otários (é isso que eles estão pensando)! Já que fazem a cabeça do povo pra manifestar, vamos fazer para não comparecer.
    Quem está insatisfeito vá pelo que pensa, pelo que acredita e não pelo que lê aqui ou ali em blogs que só querem subverter, ou porque um e outro disse que isso é certo ou é errado. No meio de tanta opinião conturbada, que tal você ter a sua!

  • Rodrigo F. Ramalho

    Bom churrasco! Eu vou pra rua.

  • Elizeu Calegari

    Tem certeza que vai pra um churrasco? O autor tá parecendo que gosta de uma grande pizza, de preferência junto com a quadrilha que está no poder. Fora TEMER, Renan e toda essa bandidagem que atenta contra o país pelas madrugadas. EU VOU.

  • Thiago

    O governo Temer se sabota sozinho. Os grupos que protestam devem personalizar o inimigo, nas figuras de Renan Calheiros e Aécio Neves, isso anularia o que gera o seu medo.

  • J Paulo

    Às vezes parece que o “Senso Incomum” pensa que que é a última bolacha do pacote. O único farol guiador. Não é por aí…

  • João M. de Brito

    Artigo 1º, parágrafo único da Constituição da República Federativa do Brasil: “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”. Mas se esses representantes pisam na bola e não representam o povo adequadamente, este tem que se manifestar sim, e é respaldado pelo poder que lhe dá a Constituição, pois entendo que o povo é quem paga o salário destes, então o povo é quem manda e tem o direito de protestar, inclusive, se não for atendido, entrar no Congresso e Senado, que são a casa do povo, para fazer valer os seus direitos. Se o autor da matéria entende que devemos ficar de braços cruzados e ver a coisa ficar cada vez pior, é problema dele, pois o povo vai encher as ruas sim, e não importa se alguém está se aproveitando desta situação. Temos que expulsar estes maus políticos do poder, custe o que custar, e não interessa de que partido for.

  • Alexandre Patriarca

    Concordo em parte com o texto. Há sim o risco de vermos a extrema-esquerda aproveitando o evento e gritando “Fora Temer”, entre outras coisas que eles podem fazer. Mas acontece que Temer parece ser nosso inimigo também. Ele não é o “inimigo do nosso inimigo que portanto é nosso amigo”. E o protesto não é só contra Temer, é contra essa CASTA que vive de espoliar a nação e age como verdadeiros bandidos, ou seja, generalizando, a classe política brasileira como um todo.

  • Fernando Caxias

    Mais um daqueles textões de gente do contra. O Brasil vai se mobilizar contra a corrupção? Sou contra…

  • Interessante as ponderações do Flávio. Realmente, não sei… não me parece que teremos black blocs nesse dia 04/12, mas também não me surpreenderia se comparecerem para puxar um “Fora, Temer!”. Está aí algo para ser discutido.

  • Hely Heck Junior

    Compartilho das preocupações do autor…..tenho a impressão que existem forças ocultas apostando numa anomia social para ascender ao poder na figura de um messias ou salvador da pátria…isso nuca acaba bem.

  • Virgilio Assunção

    Enquanto esse cara vive na matrix “mortadelas vs coxinhas” os verdadeiros aviltadores da nação agem.

    • leonardolnm

      Exato.

  • Junior Rodrigues

    Vandalismo é a fila do SUS. Vandalismo são políticos tomando coquetel, enquanto pedem cortes de gastos. Ficar na frente do computador criticando, também não resolve. Precisamos de 1 milhão de brasileiros na frente do congresso dia 04 de dezembro. Não precisa quebrar nada, se tivermos 1 milhão de pessoas lá. Não tem polícia pra conter 1 milhão de revoltados com a politicagem. Vamos deixar o Brasil virar Grécia, Itália ??

    Precisamos mostrar que quem delega poder é o povo!! A soberania do Estado, tem a assinatura do Povo. Quando a população entender a sua força, não vai dar ideia a esses textinhos que pouco contribuem para mudança no país. Aliás, todos os economistas deveriam estar nesta manifestação. Com o PIB caindo, e o país definhando, correm o risco de não ter nem o que falar de economia. Ou Todos nos unimos, sem pensar em direita e esquerda, até pq politicamente elas não existem. O que existe neste país são alianças políticas.

  • João Marcos

    Dois últimos textos do Senso Incomum foram “fillers”. Não há uma análise em profundidade dos acontecimentos.

  • Marcelo Monteiro Ribeiro

    Jamais caminharei ao lado de um petista. JAMAIS!!! Quem quiser fazer o jogo dessa escória bolivariana, que fique à vontade. Não contém comigo. Fui em TODAS as manifestações a favor do impeachment e contra o PT na avenida Paulista. Desta vez, vou ficar em casa acompanhando a curiosa mistura de verde e amarelo com o vermelho do PT; de cartazes apoiando Sérgio Moro e de outros pedindo a sua prisão; de gritos pedindo a cabeça do Renan com outros pedindo “Fora,Termer!”. Vai ser patético.

    • Earl John Bean

      Há realmente planos do PT é aliados de participar do 04/12 ou é uma suposição? Se há, onde viu isso?

    • J Paulo

      E daí se tiver? Eles na deles e nós na nossa, uai!

  • Jairo Augusto Zanardo

    4 de Dezembro
    EU VOU

    Motivo: Congresso Nacional dominado por bandidos.

    Ontem perdi um pouco das esperanças no curto prazo. Pensava eu que os deputados querendo sabotar as Dez medidas eram em torno de 150 a 200, mas infelizmente esse numero passou dos 300! Ou seja, mas da metade da câmara. O que fazer então se os responsáveis pelas mudanças são ratos que fazem de tudo para salvar a própria pele? Não sei o que fazer, só sei nesse momento atordoado que dia 4 vou mostrar minha insatisfação! Esses porcos imundos tem que saber que não concordamos com o que eles fizeram nessa votação. MP nessa briga estou com vocês, porque sinceramente acho que vocês estão com a razão.

  • João Coxinhas

    Excelente artigo, como sempre.

  • Earl John Bean

    O autor está acompanhado o triste espetáculo que aconteceu ontem na Câmara e hoje no Senado? Nosso parlamento está defendendo-se a si mesmo, contra a Lava Jato.

    Defender a Lava Jato é a exata pauta das manifestações de 04/12.

    Por isso, EU VOU.

    PS: na minha opinião, texto aquém da qualidade do Senso Incomum em estilo e argumentação.

    • Também reparei que o autor desta matéria continua no ranço das direções antagônicas enquanto que esta manifestação tem como alvo a república mafiosa do Brasil..

    • leonardolnm

      Sinceramente, dessa vez não entendi uma vírgula do que ele disse. Parece que não acompanhou o que aconteceu. Está perdido.

      Estarei com certeza na Esplanada no dia 04/12. Essa é a hora que o Brasil mais precisa dos verdadeiros cidadãos. Por cima de Lula, por cima de Dilma, por cima de Renan, por cima de Temer – essa mudança tem que vir. Já apanhamos demais.

  • Pedro Rocha

    O PMDB é inegavelmente um mal para o País, mas pelo menos está obstruindo o acesso da esquerda à Presidência, estancando parcialmente a agenda sinistra do PT/PSDB e suas linhas auxiliares.

    Destarte, temos que aproveitar o imbroglio para ganharmos tempo. A candidatura Bolsonaro ainda é mais voluntarismo do que viabilidade e sequer temos ainda um partido conservador para chamar de nosso (o Partido Militar e o tão novo como desconhecido PDS ainda não estão homologados). O tempo está passando e não podemos facilitar nem para bolivarianos tampouco para fabianos.

  • Daniel A. Toledo

    “Quem é contra todos os partidos, inclusive o “PQP”, que aponte então o caminho para que coloquemos o país nos trilhos.”

    Blockchain e Smart Contracts

    Estou só apontando.

Sem mais artigos