Petistas ainda tentam culpar Temer em quem votou CONTRA Temer. Michel Temer era vice da Dilma. Da Dilma. Vice da Dilma. Da Dilma.

A narrativa petista quer se apartar a qualquer custo de Michel Temer, o “golpista”, o “governo ilegítimo”. Se estavam antes entocados e envergonhados, o orgulho de ser petista (sic) foi desembainhado e agora todos tentam acusar seus detratores, os “coxinhas”, de terem a) votado em Aécio Neves; b) serem apoiadores (sic³) de Michel Temer e de Eduardo Cunha, aparentemente em estado de co-morbidade corruptiva.

Como alertamos, não é bem uma tática (que não funcionaria), mas uma estratégia de longo prazo: mirando em quem está fora do tabuleiro político, tentam (e até hoje sempre conseguiram) criar um caldo cultural sentimental, dando a entender de que são injustiçados sozinhos (“mas e o Cunha?”) ou que, se são todos corruptos, seria injusto “só” punir os petistas: o correto seria punir apenas os outros, e recolocar os petistas no cargo, já que foram “os corruptos eleitos” (“a democracia, a democracia!”).

A geração vindoura, os millenials e aqueles que nada entendiam de política até anteontem são o verdadeiro alvo da narrativa, e não seus interlocutores diretos: eles pensam numa platéia em formação. Porque seus interlocutores atuais sabem da verdade: votaram no Aécio tapando o nariz, e apenas por falta de opção melhor, e quem votou em Michel Temer, afinal, foi quem digitou o seu número na urna: se Michel Temer era o vice de Dilma Rousseff, quem votou em Temer foi quem votou em Dilma, não quem, com nojo, votou em Aécio tão somente por horror a Dilma.

Falar com alguém hoje é fácil: todo mundo sabe que não votou em Aécio (você já viu por aí um fã de Aécio Neves ou de qualquer tucano? nem eu), votou contra o PT. Contra o bolivarianismo e o projeto da “Pátria Grande” socialista latino-americana, tratada como paranóia em público, e como projeto de poder claro inter pares. Votou contra o gramscismo, preferindo combater o modelo de socialismo “lento” da social-democracia tucana (que petistas, que de socialismo apenas conhecem Marx e nada do socialismo moderno europeu, acham ser uma “teoria da conspiração” ou maluquice).

Mas e as gerações vindouras? Se apenas os petistas contarão a história (e quem freqüenta cursos de História? quem escreve livros de história contando todos os detalhes do impeachment?), qualquer um com idade abaixo de 15 anos hoje será informado de que Eduardo Cunha e Aécio Neves possuem seguidores, o que nunca ocorreu, e que Michel Temer foi colocado no poder por… anti-petistas (sic).

Quem tem culpa no cartório por Michel Temer não pode ser quem rejeitou Dilma, e votaria em quase qualquer porcaria para não ter sua chapa dominando o Brasil. É quem apoiou a um só tempo o impeachment de Dilma, assim como apóia a cassação de sua chapa pelo TSE. E quem apóia investigação contra Temer, Cunha, Aécio ou qualquer opositor do PT, porque defendem uma lei, e não um bandido preferido a burlar a lei.

Bolo de Dilma e TemerPetistas podem dizer que “não votaram em Temer”, mas votaram. Podem dizer que não queriam ter votado em Temer. Mas votaram. Podem dizer que sua intenção era votar apenas em Dilma. Mas voto não liga pra intenção: se votou em um “projeto” que não foi concretizado: o TSE não está nem aí para os seus sentimentos ou para suas intenções e fantasias, está interessado tão somente nos dois caras que apareceram na urna antes de você apertar o botão “Confirma”.

E isso, afinal, amenizaria ainda mais os eleitores anti-petistas: não votaram em Aécio com planos de Aécio estar acima da lei, ao contrário dos eleitores de Dilma, e sim votaram nele como o mal menor. Que tal analisarem as “intenções” do eleitorado aecista, after all?

Nada é mais significado para entender o Brasil atual, que será desfigurado na narrativa para as futuras gerações, do que o fato de a nascente direita brasileira não defender um partido ou um político, mas ter admiração sobretudo por um juiz, como representante da lei, e não por alguém com um projeto de poder político para criar leis por uma ideologia, enquanto a esquerda ignora leis para defender o corrupto com a sua ideologia para burlá-las.

O fato é que esquerdistas se esqueceram de que eles votaram em Michel Temer, de que Eduardo Cunha foi o líder do governo na Câmara quando o governo era de Dilma (e só se tornou destaque quando virou a casaca), de que sem o projeto de poder hegemônico do PT seria muito mais fácil punir corruptos (como é fácil punir Aécio Neves, que não tem militância trancando ruas em sua defesa), e que, afinal, o país hoje seria muito mais saudável, as leis funcionariam muito mais e os corruptos teriam muito mais medo da polícia se os petistas não tivessem elegido petistas.

Michel Temer é culpa do PT e de seus eleitores, não de quem votaria até no cara do aerotrem contra o PT, que já tinha mostrado sua verdadeira face para quem quisesse ver desde pelo menos 2005. A depender dos “golpistas”, Temer não estaria no poder e não completaria 8 anos no Executivo federal – não estaria nem por um dia.

Se petistas não conseguem arcar com as conseqüências de seus próprios atos, e até mesmo de quem votaram para vice, o tal Michel Temer, como não considerar que o PT é definitivamente o partido mais corrupto e mentiroso de toda a história?

—————

Assine nosso Patreon ou Apoia.se e tenha acesso à nossa revista digital com as Previsões 2017!

  • Claro que vale. Ao contrário de petistas, não temos bandido de estimação. Aliás, somos de direita, enquanto Serra é mais parecido com o PT do que com nós (então, imagine como nós somos, e você nem faz idéia). Logo, punir Serra para nós é lucro. Abre caminho para a direita surgir no país. Fora que defendemos uma moral e um modelo de lei, não o “nosso bandido”.

  • Cris Silva

    http://g1.globo.com/politica/noticia/citado-na-operacao-carne-fraca-serraglio-sera-responsavel-por-combate-a-corrupcao-na-cgu.ghtml

    HUHU! O Jucá (aquele do áudio, lembram?) estava certo! Mas o problema é só o PT e lógico, a esquerda! kkkkkk
    Sensacional o site de vcs, por favor, continuem!

    • Sim, quem fez o Temer ter poder e ministros foi só o PT e a esquerda. Quem tapou o nariz e votou no menos pior por falta de opção não tem culpa por Temer e seus ministros.

  • Jilvan

    O esquerdistas pensam também. O problema é que pensam errado.

    • Renato Lorenzoni Perim

      Não tinha cogitado essa hipótese, Jilvan. Você tem razão.

    • Cris Silva

      Ah, mais uma vez tendi. A “direita” pensa certo. UFA! Como é bom ter razão e mais, ter a verdade consigo!

  • Cris Silva

    Huh? Só os direitistas pensam, é isso? Quantos anos o Brasil tem mesmo na mão da esquerda? 518?

  • Cris Silva

    Ah, entendi! Então o Flavio olha o vice, pensa, e aí decide votar no candidato! kkkkkkkk
    Tanto os da “esquerda” sabiam que Temer era o vice da Dilma, quanto os da “direita” sabiaa que com a sua saída quem assumia era o vice, ora!!!! Hmmmm Ou será que esperavam que o Aécio (FHC) assumisse?

  • Victor Hugo Mattos Garcia

    Acredito que devamos iniciar um movimento de elucidação histórica e clareamento da verdade. Acabar com esse poder de manipulação petista onde ele começa. Nas escolas. O trabalho do Flavio e deste veículo são brilhantes mas ainda insuficientes pra levar a verdade ao grande público, embora louvável. Se não quisermos uma próxima geração de psolistas tendo freixos e willys como próximos lulas, é mister que a verdade seja propalada em grande escala.

    • Cris Silva

      Freixos? Nunca! Muito melhor os valores morais dos Crivellas! kkkkkk

      • Jilvan

        Você certamente não leu o texto do Flávio. Ninguém votou no Crivella porque AMAVA o Crivella. Mas por ODIAR o Freixo e o projeto que ele representa. Entendeu ou quer que desenhemos?

        • Cris Silva

          Tradições? Valores morais?
          Ódio é um desses valores? Hmmmm Ah tá, deve ter sido a esquerda que introduziu o mesmo, né?
          Tem que desenhar por qual motivo? Por que me achas burra? Por que discordo do que pensa?
          Bom, então posso desenhar pra vc tbm!!!!

          • Jilvan

            Não estou falando especificamente em uma das bandeiras defendidas pelo Crivella. O que estou afirmando é que o Freixo tem a mesma cabeça desses esquerdinhas burgueses da Zona Sul metidos a revolucionários. Socialismo nos olhos dos outros é refresco.

            Conhecemos esse tipo de gente e sabemos o que ele representa. Por isso votou-se CONTRA o Freixo e não A FAVOR de Crivella.

            Não afirmei que você é burra. Menos vitimismo, por favor.

          • Cris Silva

            Jilvan, Jilvan, não é vitimismo, mas vamos a sua frase final: “Entendeu ou quer que desenhemos?” 🙂
            Só para esclarecer ou quer que eu desenhe?

  • Alexandre Fonseca

    Se vocês prestarem atenção, existe muita gente que abandou a esquerda, mas não existem esquerdistas recém-convertidos. A razão é simples: Darwin.

    • Cris Silva

      É, mas tem as mutações que “adaptam-se” ao “meio” (mercado). A extrema-direita “libertária”. Muito bom esse site. Bastante divertido!

  • Waw! São comentários como o seu que nos animam para continuar com esse trabalho! 🙂

    • Nossa, que bom que vocês se animam!

    • Que bom que isso anima vocês. Fico feliz em saber, porque é um trabalho tão importante!

    • Cris Silva

      Oi? A animação é porque concordaram com o que escrevem????

      • Jilvan

        A animação é porque para cada esquerdista convertido espere outros 10 (no mínimo) para passarem a raciocinar, ler pensadores de direita e se convencerem de que foram meros marionetes de um projeto totalitário. Falo isso por exemplo próprio. Era de esquerda, votei no Lula em 1998 (quando ele perdeu) e em 2002. Mas fui resgatado ao dar ouvidos para o que o outro lado tinha a dizer. A partir daí já nem sei mais quantas pessoas “de esquerda” tenho convertido. É uma verdadeira Cruzada. Mas estamos chegando a um nível em que a narrativa esquerdista acaba sendo destruída pelas próprias convicções e, principalmente, atos. Somente debiloides, de caráter duvidoso ou bovinamente doutrinadas ainda compram a ideologia da esquerda. Quem ama as liberdades individuais, as tradições, a família, a moral e a ética acima de qualquer partido político acaba (ou acabará) fatalmente gravitando para o lado liberal/conservador.

        • Cris Silva

          Ah tendi. O problema do mundo é a esquerda.
          Ah e os valores morais “da família” realmente têm feito maravilhas no mundo, aliás, aqui no Brasil onde a maioria das mulheres têm medo de ser estupradas. Foi a esquerda de novo, né?
          Temos mais de 600 mil presos, a maioria pobres, negros e por tráfico. Olha a esquerdalha aí de novo! Nos EUA são 2 milhões de presos. Ô esquerda maldita!
          Aí vamos para o Congo, com 5 milhões de mortos, por guerra civil, mas pela compra de exércitos pelos países “liberais”, aos quais interessam os recursos minerais. Hmmmm Mas essa esquerda é demais, hein?

  • Marcelo

    Realmente é bizarro a direita ter um juiz como a salvação de seus problemas. Mas qual é a opção para esse público?

Sem mais artigos