Gregório Duvivier defende gays com o mesmo argumento de Levy Fidelix: órgão excretor não reproduz. Por que só um é digno de processo?

Gregório Duvivier é o arquétipo do que é o Guerreiro da Justiça Social (Social Justice Warrior – SJW) no Brasil.

PUBLICIDADE

Não é preciso saber nada sobre Gregório Duvivier, muito menos sua opinião sobre qualquer tema, sejam danças orientais ou o Super Bowl: sua opinião é rigorosamente idêntica à de todo comunistinha brasileiro, embebido em agenda politicamente correta e Fora Temer (porque defender Dilma desabridamente é ridículo até para seus leitores). O que dizem os progressistas, assim dirá Gregório Duvivier.

É a reserva de mercado em formato de colunista da Folha. A mesma tática funciona para todos os seus investimentos seguros, incluindo o Porta dos Fundos: seu sobrenome garante a reserva de mercado necessária. Gregório Duvivier é o homem do capitalismo de compadrio de berço.

Claro que sua profissão de vida seria aquela sorte de ocupações desocupadas de gente achando problema onde não existe, que variam de serviçais sociológicos a psicanalistas de textão, todos consubstanciados alguma hora em uma coluna na Folha.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Mas Duvivier, para chegar lá, se auto-declarou (é possível nesta era de cotas) humorista. Logo a profissão mais anti tudo o que Gregório é de fato. A começar pela graça. Passando pelo riso de tudo o que é ridículo, pelo horror à censura que quer sempre nos proteger de passar ridículo por nossa conta e risco, e terminando novamente pela graça. Gregório Duvivier é uma contradição em raro formato circular.

A palavra desgraça nunca caiu tão bem entre Lúcifer e o filhinho de papai do Porta dos Fundos.

Na sua última coluna na Folha desgraçada de tudo e todo, Duvivier aciona a censura dos SJW e brinca de polícia do pensamento em forma de piada desgraçada sobre homossexualismo. Diz Greg que o mundo está lotado, e a única solução para tal seria haver mais gays, que, afinal, não se reproduzem.

É estatelante testemunhar como as sinapses de Gregório Duvivier chegaram a uma conclusão lógica irrefutável, o que estranha em alguém que não falha nas conclusões, mas até mesmo ao nomear premissas, individualmente, antes de concatená-las.

Mas também ironicamente engraçado lembrar como é a mesma conclusão lógica irrefutável a que chegou Levy Fidelix. Em um debate presidencial com Luciano Genro, o homem do aerotrem trocou a fama pela frase “aparelho excretor não reproduz” ao responder por que defensores da família não reconhecem dois homossexuais como família. Alguém aí discorda? Alguém aí acha que é “discurso de ódio” contra minorias?

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Levy Fidelix foi processado por dizer o mesmo que Gregório Duvivier disse. Foi condenado a pagar R$ 25 mil por “declarações homofóbicas” e “ofensa aos gays”. Entretanto, é impossível diferenciar lógica e cientificamente o que há de ofensivo em Fidelix que não seja em Duvivier. As premissas e a conclusão são idênticas. Por que um é “homofóbico” e outro é “lacrador”?

Examinando-se ao microscópio, percebemos uma filigrana notável: Levy Fidelix, apesar de também keynesiano, é considerado um “reacionário” pela esquerda jovem e descolada (modelo Lulu Genro e Greg Duvivier) que só pensa em sexo, hedonismo e polícia de pensamento. Simplesmente porque, afinal, ainda “acredita” em coisas ultrapassadas, como sexo reprodutivo e família. Já a comunadinha modernosinha, que prefere só “criticar o capitalismo” sem admitir o que defende (pra não parecer mais antiquado do que Levy Fidelix), só quer mesmo é desculpa para hedonismo o mais inconseqüente possível.

Não importa mais o que você diga, e sim qual o partido em que vota. É a lição de Gregório Duvivier para as futuras gerações tentando entender o país e o mundo. Se disser que 2 e 2 são 4, mas for um reacionário, logo será pechado de fundamentalista ou extremista.

Curiosamente, o tema da hiperpopulação é frequente, desde a Guerra de Tróia (tratada na Ilíada como uma guerra para diminuir a população mundial) até, digamos, No mundo de 2020 (Soylent Green), filme de 1973.

Mas a coluninha de Gregório Duvivier lembra ainda mais o episódio Goobacks de South Park. No incrível episódio, uma aula da Poética aristotélica, homens do futuro voltam no tempo, pois no futuro não há mais empregos. Eles apenas falam uma mistura de espanhol, árabe e chinês, e começam a tomar empregos dos rednecks locais oferecendo-se pelos mesmos serviços por muito menos.

A única solução encontrada pelos varões da cidade, portanto, é se unirem numa gigantesca montanha humana de homens pelados, pois caso se tornem todos gays, não haverá mais futuro.

Este é o futuro que Gregório Duvivier prega como conclusão. Será que ele teria coragem de admitir aos seus leitores comunistinhas que estas também são suas premissas ocultas?

—————

Assine nosso Patreon ou Apoia.se e tenha acesso à nossa revista digital com as Previsões 2017!

  • Newton (ArkAngel)

    Não acho que o conceito de família = homem + mulher + crianças seja uma visão fechada. Tanto é que tal conceito construiu e constrói o mundo, e não o destrói.

    Ter respeito e empatia é uma coisa; contrariar a natureza e a lógica do mundo é outra.

  • Alexandre Vieira

    Murilo Martell, não existe crime de homofobia previsto no código penal como querem os partidários de esquerda nem sequer é gramaticalmente correto a pessoas como você escrever “homofobia” e que prefere corrigir a palavra “últero” escrita por um erro de teclado e não por quem conhece a língua ; e , também, não pode ser considerado um imoral aquele que não concorda com o estilo de vida antinatural dos homosexuais; é querer inverter as coisas considerar imoral e homofobico quem despreza a forma de sexo sodomita; ao invés de repudiar o estilo de vida daquele que pratica tal e tal forma de sexo pelo seu órgão excretor: tal qual a tática manipuladora da agenda esquerdista esquerdopata

    • Murilo Martell

      Cara, por regra eu não respondo quem usa generalizações como “agenda esquerdista” ou termos como “esquerdopata”. Mas vou abrir uma excessão.

      Eu pedi desculpas por minha correção petulante sobre o “últero”. Releve.

      Eh triste falar em “estilo de vida antinatural” de pessoas que nascem assim. Ou vc acha que os homossexuais são homossexuais porque querem, por pirraça? Se a pessoa nasce gay, o que tem de antinatural na vida dela?

      Eh incrível que, em 2017, a gente tenha que levar a discussão a este nivel, defendendo que, sim, a homossexualidade eh uma realidade e, não, as pessoas não escolhem ser homossexuais.

      A homofobia pode não ser crime, mas eh um ato nefasto e totalmente reprovável, principalmente, de um candidato à presidência. Vc pode seguir a linha ideológica que quiser, camarada, mas em nenhum momento vai poder defender a discriminação sem ser atacado.

      Quem discrimina as pessoas está ERRADA. Não importa se ela eh esquerdopata, fascistóide, crente ou ateia. Discriminação eh ERRADO.

      Se vc não gosta de caras, apenas não fique com caras, mas julgar homens que ficam homens e discriminá-los de qualquer forma que seja está errado.

      Se ser de esquerda eh repudiar este tipo de atitude, então pode trazer meu sanduíche de mortadela!

  • Garrcia

    Esse sujeito é o representante-mor da safra ano 2000 de jovens humanos brasileiros: anódino, patético e desprovido de colhões. A inconveniente presença dessa pessoa oca nas mídias é tão desimportante quanto aqueles que o apreciam.

  • Isildur Bagual

    Realmente, parecem generalizações mas é dificil escrever um texto de comentário que passe uma mensagem ou ideia tão clara que qualquer leitor chegue aqui e perceba cirurgicamente o grupo de pessoas a que me refiro. É lógico que há muitos tipos de homossexuais.

    O que quero dizer é que homossexuais não merecem melhor tratamento que eu poderia dar a qualquer outra pessoa. Esse é o ponto. No momento que começarmos a criar leis que sejam para um grupo específico de pessoas a coisa começa a ficar complicada. Complicada de várias formas, pois neste ponto estaremos de fato diferenciando homossexuais do resto. Estaremos legislando a um grupo de pessoas que ironicamente querem serem vistas como pessoas iguais. Veja a ironia disso, eles querem conquistar a igualdade pela distinção.

    Compreendo que haja bastante discriminação, violência moral, violência verbal e violência física para com os homossexuais. Porém uma coisa é fato, eles não vão conquistar o respeito de ninguém tentando alterar a realidade ou modificando nosso conhecimento sobre biologia. A realidade é que homossexuais são EXCEÇÃO e na biologia existe homem e mulher, apenas dois sexos. Hoje há gente querendo doutrinar que crianças nascem sem sexo. Você concorda com isso? hehehehehe Sei que estou misturando um pouco os assuntos mas você concorda que crianças nasçam sem sexo?

    Você fala que o Levy era um candidato a presidência e por tal deveria ter um posicionamento mais “ameno”. Eu digo o contrário, a gente precisa de candidatos que tenham caráter para expor suas ideias de forma livre. Não ideias que povoem o “mainstream” de ideias “cabíveis” a alguém de uma posição X ou Y. A gente vive num momento que se você NÃO tem uma ideia aceita pelo dito “mainstream”, você é tratado como um leproso contagioso e fedorento. Só pelo fato de nós podermos detectar esse tipo de comportamento, fica claro que há uma manipulação silenciosa, travestida de “boa coisa” mas que na real é extremamente maléfica.

    Eu escrevi todos essas linhas até agora defendendo o direito de
    Levy Fidelix ter opinião sobre algo. Nota que sou Ateu e estou
    defendendo uma pessoa que religiosa. O que está em jogo nesse debate,
    pelo menos da minha parte, é o direito das pessoas terem opiniões
    sem serem crucificadas por isso.

  • Murilo, não é comigo, mas só pra responder essa: quando o amigo Isildur fala “esse pessoal homossexual”, já que você quer falar de contexto, ele tá dizendo justamente desse pessoal cooptado, como mostra o parágrafo anterior dele. Justamente separando do resto dos gays (vários leitores meus). E sobre político dizer que família é homem + mulher? Praticamente todo político do mundo pré-anos 80 disse isso. Inclusive, NENHUM do PT ousou dizer o contrário. Sobre transexuais, aprende Psicologia (tem um capítulo ótimo sobre isso no meu livro). Transtorno não deve ser tratado como algo a ser aceitado. É como dizer que alguém com câncer está doente. Nunca deixaria um transexual entrar no banheiro de mulheres ou usar “nome fantasia” (?!?!) no trabalho.

    • Murilo Martell

      Transtorno? Sério, mesmo? Vc está dizendo que transexualidade é transtorno?

      Insisto. Que, diabos, estou fazendo aqui?

      • Sim, é transtorno. É ciência. Tá no DRM. F64.9 – 302.6. Pode falar com quem é da área, como eu.
        http://www.psiquiatriageral.com.br/dsm4/sexual5.htm

        • Diego

          Se é da área, por que você está usando o DSM-IV, de 1994? Já foi lançado o DSM-V, em 2013… e transexuais não estão inclusos como problema mental, apenas justamente o problema de disforia de gênero; foi um grande assunto debatido na academia. Além disso, a página da APA tem um segmento sobre isso. http://www.apa.org/topics/lgbt/transgender.aspx

          Por favor, não use o nome da ciência sem verificar antes.

          • “Problema mental”? A única discussão, da qual participei, é se trocariam a palavra, nada além. Não era um “problema mental”, já que na ciência isso nem é assim tratado. Queriam até trocar os “ismos” por “dades” para evitar conotação com doença. Na vida real, tudo continua como antes, só com agradinhos para idiotas politicamente corretos.

  • Ninguém sabe o que você está fazendo aqui. Mas tá passando vergonha.

    Sim, é propaganda do PT. NADA do que você falou desfaz os fatos pelos quais Dilma foi acusada. Não adianta dizer: “Ah, X era corrupto e queria o impeachment”. Dilma continuou sendo corrupta. Ponto. É impeachment. Não houve golpe nenhum.

    Leu o texto?

    Não falei do que Fidelix QUIS DIZER, talvez seja necessário gritar, colocar num neon vermelho piscante, colocar nas suas vitaminas, sei lá. Repeti um milhão de vezes que não se pode punir alguém pelo que quis dizer. Disse que ele falou uma obviedade, e você quer puni-lo porque “ai, ele quis dizer que homossexual não pode casar, logo, quer enforcar gays, logo, devemos enforcá-lo primeiro”.

    A diferença entre nós é que nós defendemos a liberdade. Você defende a censura e o totalitarismo.

    • Murilo Martell

      Velho, eu sou jornalista. Dizer que eu defendo censura é ofensivo. E entenda, você pode punir sim uma pessoa pelo que ela quer dizer. O mundo não é pé na letra. As pessoas têm intenções. As palavras são ditas em contextos específicos. Ele não foi condenado por ter dado uma aula de biologia. Foi condenado pela afirmação que está nesta “aula de biologia”.

      E esta é justamente a resposta da pergunta que dá título ao seu post. Por que só um processado? Porque há uma grande conspiração da esquerda? Porque este mundo está chato?

      Não. Só um é processado porque as pessoas não são inocentes de pegar uma afirmação e analisá-la ao pé da letra, sem contexto, sem passado, sem entender as metáforas e tals.

      Vc quer explicar em neon e nas minhas vitaminas. Poderia ter feito isso no próprio texto. Poderia, de uma vez por todas, reconhecer que seu texto é todo ideologicamente determinado como todos os textos de site. E que fatos e argumentos não vão te fazer mudar de ideia.

      Mas tento uma última vez: experimente chamar uma pessoa negra de “macaco”. Espere alguém interpretar que você gosta de macacos e, por isso, a estava elogiando. Não tem como analisar esta expressão sem contexto, meu caro. Assim como não tem como achar que Levir Fidélix estava simplesmente dando uma aula barata de biologia e que, por isso, ele não merece punição.

      Entendeu agora?

      • Se você defende que pessoas devem ser punidas pelo que você julga que elas “quiseram” dizer, sim, você defende a censura. Vários jornalistas que conheço (TODOS de esquerda) defendem.

        Novamente, você apela para o que você afirmar que ele “quis dizer”. Falta neon, mesmo.

        O caso do macaco mostra bem isso: macaco é um xingamento por si. Dizer que órgão excretor não reproduz, não. Entendeu a diferença?

        Eu defendo meu ponto de vista com argumentos. Você também, embora seu argumento seja ignorar textos, dados, fatos e argumentos contrários (leu o link?) e repetir um bordão.

        Portanto, você é tão “ideologicamente determinado” quanto eu. Com a diferença de que eu argumento, leio a esquerda, demonstro fatos, defendo a liberdade. Você não.

        • Murilo Martell

          Não só eu defendo. A justiça assim julgou e pronto. Vc eh tão alienado que falou do PT uma pá de vezes nesta discussão sem que eles sejam o foco do debate.

          Cara, deu. Recomendo que vc, que se diz tão estudado, saia desta bolha e vá ler outras ideias, dê vez ao contraditório.

          Fique bem.

          • A Justiça julgou, e na segunda instância o absolveu. Informe-se.

            Sim, deu. Você não refutou nada e desistiu. Eu leio a esquerda. Você não lê nem a sua própria esquerda, que dirá entender algo além da sua bolha. Boa sorte escondendo-se com medo de conhecimento!

  • Isildur Bagual

    Murilo, mesmo que. Repito: MESMO QUE, fossse um ato de homofobia, ainda assim não há previsão na lei que o criminalize. A homofobia NÃO é crime no Brasil.
    Não estou aqui defendendo que os homossexuais sejam desrespeitados ou subjulgados. Eu mesmo não tenho nada contra homossexuais. Se eu possuisse uma empresa e houvesse um(a) homossexual pra ocupar uma vaga, se ele(a) se mostrasse mais apto(a) do que os outros candidatos, a vaga certamente seria dele(a).

    Sabe o que é mais incrível? Provavelmente um homossexual que ler os meus comentários vai concluir que sou homofóbico pois essa esquerda e essa gangue do politicamente correto doutrinaram tanto a cabeça dele que se uma pessoa não tem arco íris nas fotos de perfil, é provavelmente um homofóbico…

    Esse pessoal homossexual ao invés de ir ser feliz fica dando trela pra essa ditadura do mimimi que foi criada à título de defesa dos seus direitos mas que, na realidade, possui uma agenda muito diferente.

  • Jonny Hawkye

    Uma amiga diz pra outra: estou esperando um menino!
    A outra diz: então o sexo biológico você já sabe!
    Quem não defendem a liberdade de escolha, o direito de ser feliz sendo “homo ou hétero”, o livre arbítrio e sim que todos sigam (sem contestar) o que eles dizem e isso chama-se “totalitarismo” tornando os iguais aos “fascista” que os esquerdistas adoram acusar que é contra eles e adoram acariciar “cobras e escorpiões” achando que esses nunca irão pica-los.
    Minha irmã namora há 5 anos outra mulher e ambas são totalmente a favor da família tradicional, de uma criança ter pai e mãe. Isso as torna “homofóbicas”?

  • Amigo, chamar um impeachment constitucional (bem mais do que TODOS os que o PT pediu, e pediu pra TODOS os seus adversários) de “golpe” é propaganda do PT. Ponto.

    Já vi que você não refutou os fatos “vomitados”, então pode admitir que não sabe do que tá falando.

    Sim, a visão de família de Levy Fidelix é a tradicional ocidental. Leia aqui para entender por que você deve defendê-la também: http://sensoincomum.org/2016/12/27/defender-familia-patriarcal-tradicional/

    Se você acha que isso é “homofobia”, me ne freggo. Mas não queira censurar outros por falarem obviedades biológicas: órgão excretor não reproduz, e não se pode querer censurar alguém por falar a verdade.

  • Pelo visto teremos de enforcar todos os biólogos do planeta em nome do fim da homofobia.

    • Murilo Martell

      Flávio, camarada. Ou eh muitos preguiça ou muito sinismo da sua parte invistir nesta trilha de pensamento. Seja um pouco mais frio e leia o que Fidelix quis dizer quando falou sobre o aparelho excretor. Ele não estava dando um informe científico de biologia, estava mostrando seu posicionamento em relação às práticas homossexuais. Gregório, por sua vez, faz a mesma afirmação mas de forma irônica e humorística. A graça está no ridículo da conclusão: que todos sejamos gays para reduzir a população da Terra. Pare, dê uma chance para o cara, isso é engraçado, justamente porque pega a tese de fundamentalistas como o Fidelix e faz piada com isso.

      Agora, qual eh a sua intenção com este texto? Ridicularizar Gregório? Talvez a imagem que ilustra este artigo diga mais o que quer dizer. Além disso, o que vc quis dizer com a citação “(…) só quer mesmo é desculpa para hedonismo o mais inconseqüente possível”? Vc acredita que o homossexualismo eh, na verdade, um heroísmo pregado pela esquerda? Vc tem noção do quanto isso eh preconceituoso e sem base nenhuma de fatos?

      Quer dizer que na sua concepção, homem transar com homem eh mero hedonismo inconsequente, pq se os caras medissem as consequências de seus atos estariam por aí transando com mulheres e fazendo filhos? Fique a vontade para explicar isso.

      No final, acho que vc está soh pegando no pé do Gregório. Se não gosta do humor dele, beleza, não ria. Mas não faça afirmações absurdas de que ele defende a Dilma (ele eh um baita opositor à ex-presidente) e que as mainifestacoes dele são para defender um “hedonismo inconsequente”.

      • Ah, então você está me dizendo que é engraçado? Então, tá. Vou rir: Hah. Hah. Doeu até minha barriga de rir.

        Não saber o que é revolução sexual, camarada, é defeito sério pra se entender a política moderna, que SÓ fala de sexo. E foi a esquerda que inventou: Reich, Foucault, Escola de Frankfurt… Não sou eu quem tá inventando. Nem eu que tirei a foto que o Gregório tirou. Você pode CONCORDAR com a agenda: não saber que Reich criou maio de 68, ou melhor, não saber O QUE foi o maio de 68, é errar completamente no que acontece com o mundo de hoje.

        Você pode discordar da concepção de família de Levy Fidelix, da minha, mas o que ele disse foi apenas que órgão excretor não reproduz e pronto. Não tem essa de “ah, quis dizer, então, tem que censurar”. Não tem, pronto, ou viveremos no totalitarismo. “Ah, mas ele quis enforcar gays”. Bom, posso dizer que você quis fuzilar reacionários. Viu como seu pensamento é BEM mais PERIGOSO do que o do Levy Fidelix, que simplesmente não aceita a idéia de “casamento gay”?

        • Ah, vou admitir que você foi engraçado num momento: quando disse que Gregório Duvivier é um “baita opositor” à ex-presidente Dilma. HAHAHAHAHAHAH! Até o vi de verde e amarelo defendendo o impeachment da ladra totalitária que destruiu a economia brasileira, né? 😀

          • Marcos Teixeira

            Flávio Morgenster, ler o que você escreve sempre me dá a sensação de estar de hobby, sentado numa poltrona, com um copo de whisky, fumando charuto e lendo um bom livro, hahahahahaha (para não perder o costume), isso me dá vontade de estudar, quando eu ficar igual a você eu paro.

          • Sandro Marcelo Preisler

            Sem querer ser chato…na verdade quero sim, hehehehe.
            O cara começa o comentário criticando o português do outro e depois escreve “sinismo”, “invistir”…. kkkkkkkkk
            Esquerda sendo esquerda.

  • TheDigosin .

    Gregório Duvivier é o mimadinho de classe média alta que resolveu pagar de periférico. Todo certinho, com a opinião da moda, disposto a defender os mais fracos. O mesmo vale pra Clarice Falcão, aquela que tem vergonha do passado de menina cafona de apartamento. Agora eles são do rolê, do povão, são a vanguarda, são ridículos pra caralho. Como pessoas vazias que são, não surpreende que tenham aderido ao “zeitgeist” da nossa época pra serem aceitos como descolados. Ah, esses engajadinhos de apartamento de luxo me deprimem mais do que tudo.

  • Leonardo Ferreira

    “Órgão excretor não reproduz” é um erro dizer isso já que o pênis e a vagina também atuam na excreção de urina no corpo humano, portanto, também são órgãos excretores, não é mesmo?

    • Le Zuero

      Eu pensei o mesmo. Mas eu matei muita aula de biologia pra afirmar com certeza.

    • Carlos Caramujo

      Quem excreta a urina é a uretra.

    • Julio Cesar

      Sim, o Levy não é biólogo.
      Tecnicamente ele deveria ter dito que o anus tem função unicamente excretora.
      Prefiro dizer que a vagina e o pênis são órgãos sexuais mesmo, que também atuam no Sistema Urinário.

    • Romanorum

      O detalhe fundamental é que o ânus não expele, ou excreta, esperma,e portanto espermatozóides, e vagina não expele urina,mas sim a uretra… Um pouco de biologia-anatômica,ou anatomia-biológica,nã faz mal a ninguém…

      • Leonardo Ferreira

        “O detalhe fundamental é que o ânus não expele, ou excreta, esperma,e portanto espermatozóides,”
        Eu não me lembro te ter citado ânus.

        ” e vagina não expele urina,mas sim a uretra”
        A ureta é um orgão por sí só? Se for vc está, de fato, certo! peço desculpas com antecedência. Senão…

        “Um pouco de biologia-anatômica,ou anatomia-biológica,nã faz mal a ninguém…”
        Não tenho dúvidas disso amigo! 🙂

        • Romanorum

          A uretra faz parte do sistema urinário, que tem seu terminal, ou desemboca, próxima à vagina, esta sim faz parte, junto com os ovários, do sistema reprodutivo. Sendo ambas vizinhas entre sí e ambas com a saída(uretra) e entrada(vagina) embutidas na vulva, mas apenas a vagina excreta. A vagina ao contrário, recolhe o sêmem reprodutor masculino. Fui claro, mesmo não sendo qualificado em genética,medicina ou anatomia? A referência ao ânus é adendo,para lembrar os incautos que este não é reprodutor mas apenas excretor,parte do sistema digestivo… Se este dá prazer, dependendo do gosto ou tendência do cliente,por outro lado, não reproduz, isto é, não gera filhos…

    • Newton (ArkAngel)

      A boca faz parte do sistema digestivo, e nem por isso deixa de ser usada como parte do sistema reprodutor…em certas ocasiões.

  • Girardi

    O final foi inesperado kkkkk

  • Isildur Bagual

    Até hoje não consigo entender por que o Levi teve que pagar multa. Dizer que um ânus não pode reproduzir é homofobia???

    Nossa! A que ponto chegamos… Teremos que ter cuidado ao usar a palavra “últero” no futuro, pois em algum momento vão nos taxar como homofóbicos apenas pelo seu uso…

    • Murilo Martell

      Cara, se vc usar “últero” não vai agredir os homossexuais, mas a Língua Portuguesa.

      Sobre a frase do Fidelix, não eh o que ele disse, mas o que ele quis dizer. Falou sobre reprodução e que sexo soh pode acontecer com este fim. Aliás, nada de masturbação, hein?

      • Ah, então devemos punir as pessoas pelo que elas “querem” dizer? Aliás, ninguém pode “querer dizer” isso? Mas sou especialista em lingüística e não vejo nada de “querer dizer” isso que você quis dizer que ele quis dizer. Afinal, ele só está determinando a constituição de família na sociedade, e não que tipo de sexo é permitido.

        • Murilo Martell

          Ele está “determinando a constituição de família na sociedade”, ok, esta eh sua visão. E eh preconceito também. Quem eh o Fidelix para determinar o que eh família?

          • O mesmo tipo de gente a “determinar o que é família” que você. Sem diferença nenhuma.

          • Ilbirs

            Essa gente diz que se você corrige alguém seria preconceito linguístico, mas se alguém que é contra a agenda dessa mesma gente disse “últero” em vez de “útero”, aí se torna arma válida para combater alguém porque esse alguém quer atrasar o atingimento do mundo melhor. Apenas o que se pode fazer é mandar essa gente tomar Bagno, até porque o queridinho deles já disse coisas deste tipo:

            http://politicaaplicada.com.br/wp-content/uploads/2016/10/bagno.jpg

          • Fabio MS

            Quem é vc para determinar o que é preconceito?

      • Isildur Bagual

        Foi teclado essa do úLtero.

        Olha, eu não concordo sobre a opinião dele sobre sexo apenas para o fim reprodutivo, porém ele tem o direito de tê-la.

Sem mais artigos