Entenda, com apenas uma imagem, como o Presidente Donald Trump pretende eliminar o Obamacare, o famigerado sistema de saúde criado por Obama.

Um dos temas mais controversos da última eleição americana foi o Obamacare: o Patient Protection and Affordable Care Act aprovado por Barack Obama, que trocou os planos de saúde e modelo de vouchers para quem não pudesse pagá-los por um sistema estatizado, burocratizado e central.

A promessa de Obama mais famosa era a de que se você quisesse manter o seu médico, você manteria o seu médico. Com o Estado gerenciando a saúde, ao invés do indivíduo, quase ninguém mais na América consegue realizar uma simples consulta com seu médico de confiança. O Obamacare ficou famoso pela declaração, e Obama, que se sentiu satisfeito e gostou do nome “Obamacare” a princípio, passou a tratá-lo apenas por “Affordable Care Act” em seus discursos posteriores.

Donald Trump venceu a eleição sempre apelando ao senso comum do americano: o Obamacare é um desastre e é rejeitado pela maioria dos americanos. O sistema de saúde estatal, filho do National Health Care britânico dos socialistas fabianos, impediu uma simples consulta particular, sendo até mais invasivo do que o modelo do SUS brasileiro, por exemplo. É um modelo de medicina socialista, no coração do capitalismo. Yuri Maltsev, médico russo, já explicou os perigos da medicina soviética para ocidentais.

Poucos compreendem qual o plano de Donald Trump para desmantelar de vez o Obamacare – que Trump até hoje não tem papas na língua para chamá-lo por outro nome. Por isso deixamos este simples gráfico para entendimento do leitor brasileiro:

—————

Assine nosso Patreon ou Apoia.se e tenha acesso à nossa revista digital com as Previsões 2017!

Faça sua inscrição para o 2.º Congresso Virtual do Brasil Paralelo e, de quebra, ganhe um curso de História sem doutrinação ideológica por este link.

  • Pobretano

    É complicadinho, mas resumidaçamente, o OCare obriga todo americano a contratar um plano/seguro de saúde, sob pena de multa (os mais pobres são custeados). Por outro lado, os planos que aderem a esso OCare têm que encarar muitas restrições (por exemplo não podem recusar doenças preexistentes).
    É algo que consegue ser mais invasivo e amalucado que o nosso SUS.

    Dê uma lidja: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1744

Sem mais artigos