Paste your Google Webmaster Tools verification code here

É absoluta perda de tempo e energia vital tentar responder de forma racional aos fiéis da seita mística lulista.

“Nunca antes na história deste país”, um ex-Presidente da República respondeu a tantas investigações, denúncias e processos criminais, envolvendo uma miríade de fatos delituosos, por exemplo, corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa; tal é o caso de réu Luiz Inácio, politicamente conhecido como Lula.

PUBLICIDADE

Desde o início da operação “Lava-Jato”, os brasileiros minimamente informados já perderam a conta das vezes em que o réu Lula é delatado em delações premiadas, investigado pela Polícia Federal, denunciado e processado pelo Ministério Público Federal perante a Justiça Federal em Curitiba, Brasília e o Supremo Tribunal Federal; sendo já condenado em primeira instância.

Se o leitor tiver curiosidade, pode pesquisar no Google as expressões “Lula Lava-Jato denúncia processo”; e receberá algumas centenas de milhares de referências ao réu Lula, em diversas situações: delatado, investigado, denunciado, processado, condenado etc., incluindo alusões à abundância de provas documentais, testemunhais, periciais etc. dos delitos que lhe são imputados, à luz do devido processo legal.

No entanto, a despeito da fartura de provas dos crimes imputados ao réu Lula, observa-se na grande mídia e nas redes sociais um carnaval de mistificação, com a finalidade de ludibriar, manipular, capturar os sentimentos das pessoas ingênuas ou simplesmente desprovidas de conhecimento direto das informações verdadeiras sobre casos criminais nos quais o ex-Presidente está envolvido, como “nunca antes na história deste país”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Com efeito, comunistas-socialistas-bolivarianos-esquerdistas-juristas-especialistas-jornalistas-artistas, ou, simplesmente, fiéis da seita mística na qual o réu Lula é o deus: para esses crentes, absolutamente nada existe que possa macular a sua divindade; todos os crimes nos quais se envolvera não passariam de invenção conspiracionista de supostos hereges da Polícia Federal, da Ministério Público Federal, da Justiça etc.

Nessa linha, confrontados com a verdade objetiva consubstanciada em delações, investigações, denúncias, processos, julgamentos, que lhes dói fundo na alma, esses fiéis não enxergam outra alternativa senão, de modo escapista, negar a realidade, balbuciando uma suposta indagação “cadê as provas contra Lula?”.

PUBLICIDADE

Entretanto, cuidado!, essa não se trata de indagação verdadeira, baseada em lógica racional, com vistas a alcançar resposta acerca da verdade objetiva dos crimes atribuídos ao réu Lula. Cuida-se de típico dog whistle para açular os crentes, fazendo-os militantes para confrontar os supostos infiéis, ou seja, qualquer um que não cerre fileiras entre comunistas-socialistas-bolivarianos-esquerdistas-juristas-especialistas-jornalistas-artistas pela defesa intransigente da sua divindade.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Pois então. Quando for atacado com o dog whistle “cadê as provas contra Lula?”, gritado por esses crentes, em guerra contra os que acusam de heresia à seita mística lulista, não se vexe, leitor, não se preocupe em buscar e expor-lhes uma resposta alicerçada em argumentos racionais pertinentes à verdade objetiva. Nada disso é relevante, nada disso interessa, honestamente, a qualquer desses fiéis. Definitivamente, eles não visam conhecer a verdade; porém, exatamente o contrário, agem apenas com a finalidade de a silenciar, independentemente da razão.

Convenhamos, depois de anos de operação “Lava-Jato”, com tudo que se conhece pública e notoriamente acerca dos delitos imputados o réu Lula, é absoluta perda de tempo e energia vital tentar responder de forma racional ao dog whistle: “cadê as provas contra Lula?”. Além disso, tentar fazê-lo significa prévia adesão à pauta mística lulista na condição de converso.

—————

Contribua em nosso Patreon ou Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Conheça o curso Introdução à Filosofia Política de Olavo de Carvalho, ministrado por Filipe Martins na plataforma do Instituto Borborema. Conheça também o curso Infowar: Linguagem e Política de Flavio Morgenstern.

Faça sua inscrição para a série Brasil: A Última Cruzada, do Brasil Paralelo, e ganhe um curso de História sem doutrinação ideológica por este link. Ou você pode aproveitar a promoção com as duas temporadas por apenas 12 x R$ 59,90.

Sem mais artigos