Paste your Google Webmaster Tools verification code here

Como se a Ficha Limpa só servisse aos adversários de Lula, o Datafolha sugeriu o nome do condenado na maioria dos cenários testados.

Os blogs já tinham dado vez aos fotologs quando convites para Orkut começaram a chegar aos brasileiros. O serviço existia desde 2004, mas demorou a se espalhar pela América Latina. De qualquer forma, só na campanha de 2010 as redes sociais ganhariam a devida importância política – naquele tempo, os publicitários seguiam encantados com uso feito por Barack Obama na primeira eleição do Democrata.

PUBLICIDADE

Antes de as redes sociais servirem de termômetro da opinião pública, ao menos da ala incluída digitalmente, a rotina era simples: o instituto liberava a pesquisa, a imprensa a referendava, só um punhado de analistas tinha alguma força para contestá-las (e quase nunca faziam uso deste poder), o resultado era tido por verdade, Brasília o acatava.

Se as internet não já desse voz ao brasileiro em 31 de janeiro de 2018, certamente Lula seria candidato a presidente. Pois, neste dia, uma dupla de diretores do Datafolha usou a Folha de S.Paulo para defender que a “inelegibilidade de ex-presidente Lula aprofunda crise democrática“. Em outras palavras, que a aplicação da lei seria ruim para a democracia.

Ruim para a democracia é um dos principais institutos de pesquisa do país sugerir o nome de um condenado a mais de 12 anos de cadeia como presidenciável na maioria dos cenários testados. Como se a Ficha Limpa – sancionada pelo próprio condenado – só servisse aos adversários dele.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ruim para a democracia é não saber desde quando o referido instituto empurra tamanho engodo à opinião pública. É não saber quantas decisões equivocadas foram tomadas em decorrência de narrativas trabalhadas sem a devida contestação.

E é ótimo para a democracia que a tecnologia tenha permitido ao brasileiro contestar tais engodos. Ainda que a imprensa tradicional sinta desprezo pelo sistema de comentários que ela própria disponibiliza em seus portais.

PUBLICIDADE

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

—————

Siga o autor deste texto no Twitter ou Facebook. Contribua em nosso Patreon ou Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Conheça o curso Introdução à Filosofia Política de Olavo de Carvalho, ministrado por Filipe Martins na plataforma do Instituto Borborema. Conheça também o curso Infowar: Linguagem e Política de Flavio Morgenstern.

Faça sua inscrição para a série Brasil: A Última Cruzada, do Brasil Paralelo, e ganhe um curso de História sem doutrinação ideológica por este link. Ou você pode aproveitar a promoção com as duas temporadas por apenas 12 x R$ 59,90.

Sem mais artigos