Era só narrativa

O PT prega desobediência civil, mas já ensaia o que fazer quando Lula for enjaulado

A apreensão de passaporte fez Lula conhecer o drama cubano; uma greve de fome permitiria a ele conhecer o drama venezuelano

O Antagonista costumava tratar Mônica Bergamo como uma colunista sobre a qual pairam mais certezas do que dúvidas. Era, talvez, uma forma de alertar que as informações trazidas sobre o PT vinham de fonte segura.

No 31 de janeiro, a jornalista destacou um tema ainda distante das rodas de discussão. Nas palavras dela, “a possibilidade de Lula fazer greve de fome caso seja preso e fique muito tempo nessa situação é vista como remota” pelos amigos mais próximos. O texto ainda lembra que, “em 1980, o petista fez greve quando preso –mas só depois que foi voto vencido, pois não apoiava a iniciativa“.

Ainda que o parágrafo acima renda uma peça de humor involuntário, há algo brilhando nas entrelinhas que desmente o discurso entoado pelo petismo após a condenação de Lula em segunda instância: pregam desobediência civil, mas, nos bastidores, já ensaiam um roteiro para ser encenado com o petista enjaulado.

E “jaula” é o termo. Com provas tão robustas, delatores tão generosos e investigações a perder de vista, não resta muito ao ex-presidente além de fazer da própria vida um circo.

Se a apreensão do passaporte fez com que o condenado sentisse o dissabor cubano de não poder sair do próprio país, uma greve de fome permitiria que conhecesse o drama dos zoológicos venezuelanos, onde elefantes parecem cavalos de tão magros. Mas isto o petista pode evitar. E, segundo Bergamo, evitará.


Siga o autor deste texto no Twitter ou Facebook. Contribua em nosso Patreon ou Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Conheça o curso Introdução à Filosofia Política de Olavo de Carvalho, ministrado por Filipe Martins na plataforma do Instituto Borborema. Conheça também o curso Infowar: Linguagem e Política de Flavio Morgenstern.

Faça sua inscrição para a série Brasil: A Última Cruzada, do Brasil Paralelo, e ganhe um curso de História sem doutrinação ideológica por este link. Ou você pode aproveitar a promoção com as duas temporadas por apenas 12 x R$ 59,90.

Sem mais artigos