Ao bater boca com o moderador do Congresso Mineiro de Municípios, o pré-candidato do PDT acabou sendo a principal notícia

O pré-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT-CE) foi vaiado durante o Congresso Mineiro de Municípios, realizado no estádio Mineirão na terça-feira (19). Ciro estourou o tempo para responder a uma pergunta e foi interrompido pelo mestre de cerimônias, que depois o deixou terminar seu raciocínio (assista ao vídeo na íntegra).

PUBLICIDADE

Em seguida, o moderador fez uma pergunta semelhante – quase todas as perguntas em um congresso que reúne prefeitos naturalmente têm a ver com arrecadação. Ciro Gomes se levantou e respondeu:

“Eu estava falando sobre isso, ele sequer ouviu e faz a mesma pergunta que eu estava falando e ele interrompeu. Então já está respondido”.

No Congresso Mineiro de Municípios o moderador não pode improvisar as perguntas. Ele tinha de ler perguntas previamente redigidas de um cartão. O mestre de cerimônias pediu que Ciro fizesse suas considerações finais. Ciro fez um discurso e em certo momento se dirigiu a apoiadores na plateia do pré-candidato Jair Bolsonaro (PSL-RJ), que não compareceu:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Cadê o Bolsonaro, teu candidato, por que é que ele não veio? Por quê que o Bolsonaro não veio?

Quando Ciro Gomes se sentou de novo, o anfitrião do evento, o prefeito Julvan Lacerda (MDB-MG), ainda tentou apaziguar. Ofereceu a ele mais oito minutos para falar, correspondentes a três minutos para responder à segunda pergunta e cinco das considerações finais. Ciro Gomes disse:

PUBLICIDADE

Muito obrigado a todos.

Levantou-se e foi embora.

Ciro Gomes foi vaiado pelos prefeitos mineiros, mas seu comportamento dominou as manchetes sobre o evento. Por exemplo:

O Tempo: Ciro Gomes bate boca, abandona evento e sai vaiado do palco

Estado de Minas: Irritado, Ciro Gomes abandona congresso da AMM no Mineirão

VEJA: Ciro Gomes é vaiado e deixa evento em Minas Gerais

Valor: Ciro defende retomar força da indústria, mas se irrita com prefeitos

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Pouco foi noticiado sobre o que qualquer um dos outros pré-candidatos disse no Mineirão. Também estavam presentes Alvaro Dias (Podemos), Geraldo Alckmin (PSDB), Henrique Meirelles (MDB), Marina Silva (Rede) e Paulo Rabello de Castro (PSC). O deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) representou o ex-presidente Lula, preso em Curitiba.

—————

A revista Senso Incomum número 3 está no ar, com a reportagem de capa “Trump x Kim: Armas nucleares, diplomacia e aço”. Assine no Patreon ou Apoia.se!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Faça os cursos de especiais para nossos leitores de neurolinguística empresarial e aprenda a convencer e negociar no Inemp, o Instituto de Neurolinguística Empresarial!

Conheça o curso Introdução à Filosofia Política de Olavo de Carvalho, ministrado por Filipe Martins na plataforma do Instituto Borborema. Conheça também o curso Infowar: Linguagem e Política de Flavio Morgenstern.

Faça sua inscrição para a série Brasil: A Última Cruzada, do Brasil Paralelo, e ganhe um curso de História sem doutrinação ideológica por este link. Ou você pode aproveitar a promoção com as duas temporadas por apenas 12 x R$ 59,90.

Sem mais artigos