Depois de levar Kim Jong-Un para a mesa de negociação só no susto, parece ter chegado a vez do "presidente" do Irã, Hassan Rouhani, pedir desculpas pelo incômodo.

A paciência de Donald Trump com os inimigos da América não é algo que ele goste exaltar. Após uma longa série de ameaças claras ao ditador norte-coreano Kim Jong-un, que o levaram à mesa de negociações com o presidente americano (epopéia relatada em nossa revista), parece ter chegado a vez do “presidente” do Irã, Hassan Rouhani, que grita “morte à América” mais do que reza para Meca.

PUBLICIDADE

Trump, que quase nunca escreve algo sem um ponto de exclamação no final, foi ainda mais incisivo do que seu costume: escreveu apenas “Para o presidente iraniano Rouhani” em letras normais, preferindo a caixa alta (o famoso Caps Lock) a seguir.

E disse imitando um grito que deu para ouvir do Irã: “NUNCA, NUNCA AMEACE OS ESTADOS UNIDOS NOVAMENTE OU VOCÊ IRÁ SOFRER CONSEQÜÊNCIAS COMO POUCOS NA HISTÓRIA SOFRERAM DE MANEIRA PARECIDA. NÓS NÃO SOMOS MAIS UM PAÍS QUE IRÁ TOLERAR SUAS PALAVRAS DEMENTES DE VIOLÊNCIA E MORTE. TOME CUIDADO!”

PUBLICIDADE

De fato, a América, grande novamente, não parece mais tolerar malucos gritando “Morte à América!” e culpando os fazendeiros do Arkansas por não conseguirem jogar ácido no rosto de suas esposas de 12 anos o tempo todo. E, mesmo cercado de mulás em Teerã, não parece ser algo lido com calma por alguma autoridade do Irã.

Que mudança dos tempos daquele presidente que ninguém lembra direito o nome, algo como Pijama, não?

—————

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A revista Senso Incomum número 3 está no ar, com a reportagem de capa “Trump x Kim: Armas nucleares, diplomacia e aço”. Assine no Patreon ou Apoia.se!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Faça os cursos de especiais para nossos leitores de neurolinguística empresarial e aprenda a convencer e negociar no Inemp, o Instituto de Neurolinguística Empresarial!

Conheça o curso Introdução à Filosofia Política de Olavo de Carvalho, ministrado por Filipe Martins na plataforma do Instituto Borborema. Conheça também o curso Infowar: Linguagem e Política de Flavio Morgenstern.

Faça sua inscrição para a série Brasil: A Última Cruzada, do Brasil Paralelo, e ganhe um curso de História sem doutrinação ideológica por este link. Ou você pode aproveitar a promoção com as duas temporadas por apenas 12 x R$ 59,90.

Sem mais artigos