Pode isso, Arnaldo?

Raquel Dodge defende avanço de investigações contra Arnaldo Cezar Coelho

Investigação também envolve o senador José Serra (PSDB-SP)

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou ao STF que informações recebidas de autoridades da Suíça justificam a continuidade de investigações contra o jonalista da TV Globo Arnaldo Cezar Coelho, seu irmão e ex-deputado federal Ronaldo Cezar Coelho (PSD-RJ) e pelo menos duas outras pessoas. A investigação envolve o senador José Serra (PSDB-SP). A informação foi publicada nesta segunda-feira (13) no Jota, especializado em jornalismo jurídico.

O material da Suíça chegou ao Brasil em 31 de julho e ainda não foi totalmente apurado.  O Ministério Público Federal quer analisar movimentações financeiras de quatro empresas “possivelmente utilizadas para a movimentação de valores ilícitos”, com dados até 2013-2014.

O caso faz parte de inqúerito aberto no Supremo a partir de delação premiada da Odebrecht, que apura o possível recebimento de vantagens indevidas durante a construção do Rodoanel Sul, em São Paulo.

O ex-diretor da Odebrecht Carlos Armando Paschoal disse na delação ter pago ilegalmente R$ 23 milhões para a campanha de José Serra a Presidente em 2010. Ronaldo, irmão de Arnaldo Cezar Coelho, teria sido responsável pelo acerto de parte desse valor.

Em depoimento à Polícia Federal em fevereiro, Ronaldo Cezar Coelho afirmou que recebeu do PSDB R$6,5 milhões de euros em uma conta na Suíça em 2009 e 2010. Segundo o irmão de Arnaldo, o dinheiro era pagamento do partido pelo uso de um avião do empresário em atividades ligadas à campanha de Serra em 2010.

Ronaldo disse ainda que, em 2016, aproveitando o programa do governo de repatriação de recursos, trouxe R$ 23,8 milhões que mantinha no exterior para o Brasil.

Procurado pelo Jota, o advogado Antônio Cláudio Mariz, responsável pela defesa de Ronaldo Cezar Coelho, disse que não teve acesso ao parecer da PGR e que não iria comentar o caso. A reportagem não conseguiu contato com Arnaldo Cezar Coelho. A defesa de José Serra tem reafirmado que o senador não cometeu nenhuma irregularidade e que todas as campanhas dele foram conduzidas pelo PSDB na forma da lei.

—————

A revista Senso Incomum número 3 está no ar, com a reportagem de capa “Trump x Kim: Armas nucleares, diplomacia e aço”. Assine no Patreon ou Apoia.se!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Faça os cursos de especiais para nossos leitores de neurolinguística empresarial e aprenda a convencer e negociar no Inemp, o Instituto de Neurolinguística Empresarial!

Conheça o curso Introdução à Filosofia Política de Olavo de Carvalho, ministrado por Filipe Martins na plataforma do Instituto Borborema. Conheça também o curso Infowar: Linguagem e Política de Flavio Morgenstern.

Faça sua inscrição para a série Brasil: A Última Cruzada, do Brasil Paralelo, e ganhe um curso de História sem doutrinação ideológica por este link. Ou você pode aproveitar a promoção com as duas temporadas por apenas 12 x R$ 59,90.

Sem mais artigos