Fake News

Haddad pagou R$ 88,2 mil para se favorecer no Google. Mas o Bolsonaro que gerou “escândalo” de Zap

Uma das parceiras mais poderosas na tentativa de eleição de Haddad era a imprensa. E ainda continua sendo quando se omite perante esse escândalo e não se retrata por ter acusado falsamente Bolsonaro por Fake News

Haddad foi condenado a pagar uma multa no valor de R$ 176,5 mil reais por impulsionar um site para fazer conteúdo negativo de Bolsonaro no Google.

O Google confirmou um pagamento de R$ 88.257,59 para promover o site “a verdade sobre Bolsonaro” que está desativado, mas é possível entrar através do cachê do Google por este link ou ver as imagens abaixo que propagam fake news e toda sorte de calúnia:

averdadesobrebolsonaro - fake news - Fernando Haddad averdadesobrebolsonaro - fake news - Fernando Haddad

Conforme decisão que se encontra na integra neste link, o ministro Fachin afirmou que

“O referido site trazia conteúdo desfavorável à campanha do representante Jair Messias Bolsonaro, cujo nome já sugeria conotação negativa: “A verdade sobre Bolsonaro”, levando o leitor a crer que seu conteúdo revelaria aspectos negativos do candidato, omitidos pela sua campanha”

Uma das parceiras mais poderosas na tentativa de eleição de Haddad era a imprensa. E ainda continua sendo quando se omite perante esse escândalo e não se retrata por ter acusado falsamente Bolsonaro por Fake News.

A máxima da esquerda se repete: Acusam do que fazem, xingam do que são.

—————

Confuso com o governo Bolsonaro? Desvendamos o nó na revista exclusiva para patronos através do Patreon ou Apoia.se.

Assine e assista o documentário 1964: O Brasil entre armas e livros e ganhe um e-book.

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Adquira as camisetas e canecas do Senso Incomum na Vista Direita.

Publicidade
Sem mais artigos