Amazon

Instituto Chico Mendes convocou “fogo na floresta” pelo WhatsApp

Onde há fumaça, há ONG

Publicidade

 

Globo Rural publicou uma notícia sobre grupo no whatsapp marcou “dia do fogo” no Pará. Por volta de 70 pessoas participaram do grupo que planejou incendiar as florestas da região. Essa atitude, de acordo com a reportagem, era uma resposta ao governo Bolsonaro em relação a fiscalização mais branda na região.

A pecuarista Nair Brizola acusou também possíveis funcionários do Instituto Chico Mendes (orgão governamental vinculado ao Ministério do Meio Ambiente) pelos incêndios:

“Esse povo, se eles veem você, eles já vêm armado, já manda você parar, já toma seu celular. Você não pode fazer nada. As caminhonetes que eles andam fazendo esse terror todo, está escrito ICMbio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). O presidente Bolsonaro tá certo quando diz que essas ONGs estão botando fogo”

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) disse, após a afirmação de Nair Brizola, que “caso se confirme essa aberração, ficará evidente que o boicote ao governo existe e vem de pessoas infiltradas nos próprios órgãos oficiais”.

Bolsonaro já tinha falado sobre essa possibilidade:

 

Ministro Ricardo Salles disse que Bolsonaro determinou abertura de investigação rigorosa sobre o caso:

————–

Confuso com o governo Bolsonaro? Desvendamos o nó na revista exclusiva para patronos através do Patreon ou Apoia.se.

Não perca o curso Ciência, Política e Ideologia em Eric Voegelin, de Flavio Morgenstern, no Instituto Borborema!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Adquira as camisetas e canecas do Senso Incomum na Vista Direita.

Assine o Brasil Paralelo e tenha acesso à biblioteca de vídeos com mais de 300 horas de conteúdo!

 

Publicidade
Sem mais artigos