Ficaram com medo?

PSOL não gostou de acionamento do PGR no caso Marielle e quer convocar Moro para a CCJ

O partido que tanto pergunta "Quem matou Marielle?" parece não gostar da resposta quando ela não é "o Bolsonaro"

Publicidade

A coisa está estranha sobre o caso Marielle. Estranha? Bem, o PSOL, que deveria se chamar Partido Socialismo Ou Liberdade, não gostou de Sérgio Moro convocar o PGR para averiguar se o porteiro do condomínio Vivendas da Barra mentiu ao dizer que Élcio Queiroz pediu para visitar “seu Bolsonaro” em 14 de março desse ano. Tanto não gostou de um pedido de investigação que fez um pedido de explicações de Sérgio Moro.

Nós podemos explicar pelo próprio Moro, psolentos: um pedido de investigação é pra investigar. No caso, se o porteiro mentiu. Até a ex-revista Veja confirmou que o porteiro mentiu. Qual o problema? Por que o PSOL quer proteger o porteiro?

O PSOL fez um pedido de explicações ao Ministério da Justiça, além de um pedido de depoimento de Moro na Comissão de Constituição e Justiça, a temível CCJ, comissão mais casca-grossa de todo o Congresso.

Uai… o PSOL não fala tanto que quer saber quem mandou matar Marielle? Deveria ser o primeiro a querer saber se o porteiro mentiu ou não. Ou… não importa saber quem mandou matar Marielle, caso não seja o Bolsonaro?

A propósito, #QuemMandouOPorteiroMentir é um dos assuntos mais comentados do Twitter. E falando em PSOL, quem mandou matar Bolsonaro?

————–

Conheça a CPMI das Fake News, a mais importante notícia do ano, em nossa nossa revista.

O Senso Incomum agora tem uma livraria! Confira livros com até 55% de desconto exclusivo para nossos ouvintes aqui

Siga-nos no YouTube Instagram

Publicidade
Sem mais artigos