Folgado

Negada indenização a condenado por pedofilia por ter seu nome divulgado na imprensa

O juiz ainda ressaltou que “não há honra por trás de conduta criminosa de pedofilia”. Pedófilo exigiu R$ 300 mil por ter seu nome exposto

Publicidade

Um pedófilo, que teve a sua prisão divulgada à imprensa, exigiu indenização de R$ 300 mil do Estado de Santa Catarina e mais R$ 876 mil dos veículos de mídia que divulgaram a noticia.

O Estado informou à Justiça que os dados divulgados foram uma transcrição dos fatos, sendo uma maneira de informar a sociedade. A corte concordou com o argumento do Estado e ressaltou que “não há honra por trás de conduta criminosa de pedofilia que deva ser indenizada pelo poder público”.

“Além de danos morais irreparáveis às suas vítimas, causou danos materiais ao Estado quando movimentou toda a estrutura policial, do Ministério Público e do Poder Judiciário, para investigar, denunciar e condenar criminalmente o autor”, disse o juiz.

————–

Saiba o que está por trás da CPMI das Fake News, o tema mais urgente do ano, em nossa nossa revista.

O Senso Incomum agora tem uma livraria! Confira livros com até 55% de desconto exclusivo para nossos ouvintes aqui

Faça o melhor currículo para arrumar um emprego e uma promoção com a CVpraVC

Compre sua camiseta, caneca e quadro do Senso Incomum em nossa loja na Vista Direita

Conheça a loja Marbella Infantil de roupas para seus pequenos (também no Instagram)

Faça os cursos sobre linguagem e sobre Eric Voegelin (e muitos outros) no Instituto Borborema

Faça gestão de resíduos da sua empresa com a Trashin

Siga-nos no YouTube Instagram

Publicidade
Sem mais artigos