desolação

35% dos bares e restaurantes do país já fecharam as portas

O setor tem mais de 1,3 milhão de pessoas que foram despedidas em decorrência das políticas contra a pandemia

A Associação Nacional dos Restaurantes (ANR) apontou que cerca de 35% dos bares e restaurantes com mais de uma unidade fecharam suas lojas permanentemente no país, de acordo com matéria da Folha de S. Paulo do último sábado, 27.

A pesquisa, realizada entre 5 e 17 de junho, também indica que os outros 15% dos estabelecimentos não sabem se conseguirão manter seu negócio pós-pandemia.

Na cidade São Paulo, o prefeito Bruno Covas havia comunicado que a reabertura do segmento aconteceria ontem, 29, mas mudou de idéia devido a uma recomendação do Centro de Contingência.

De acordo com presidente da ANR, Cristiano Melles, esse falso comunicado fez com que muitos empresários paulistanos gastassem o pouco de recurso que tinham para repor estoques e reabrir seus estabelecimentos ontem, mas “entregaram os pontos, já que parte dos alimentos é perecível e ainda terá que ser jogada fora”.

O setor ainda reclama que 76% das empresas não conseguiram acesso ao crédito, pois a garantia que os credores exigem é um obstáculo para adquirir qualquer tipo de financiamento para manter o negócio.

“Pedimos para que ao menos possamos separar, manter o restaurante aberto por três horas durante o almoço e três horas durante a janta. Seria ao menos uma saída, mas nossos pedidos não têm eco. Fazemos reunião, e eles falam que entendem o setor, mas as medidas vêm muito diferentes do que foi conversado”, disse Melles.


Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Publicidade
Sem mais artigos