Guerra civil

Bora pra rua? Marco Aurélio Mello manda soltar Lula e TODOS os presos em 2.ª instância

A decisão monocrática do ministro Marco Aurélio Mello vai contra o plenário do próprio STF, que já decidiu sobre o caso simplesmente 3 vezes. O país corre risco de explodir

Publicidade

O ministro do STF Marco Aurélio Mello, nas vésperas do recesso do Judiciário, acaba de proferir uma decisão monocrática mandando soltar todos – sim, TODOS – os presos condenados após julgamento em segunda instância no Brasil, para poder tirar Lula da cadeia. Praticamente 5 dias antes do Natal.

A decisão liminar atende pedido do PCdoB, partido que quer instaurar um totalitarismo maoísta no Brasil (partido dos vices do PT), e atenta frontalmente contra decisões do plenário do próprio STF: o plenário já decidiu sobre o assunto (francamente óbvio) TRÊS vezes. Marco Aurélio Mello, monocraticamente, ignorou lei e a jurisprudência dos seus próprios colegas.

A defesa de Lula já pediu a soltura do presidiário, e o caso fica com a juíza de execução da pena Carolina Moura Lebbos. Não há prazo para definir o destino do condenado Lula.

Claro: a defesa de Lula já estava com o habeas corpus pronto em QUARENTA E OITO MINUTOS. Obviamente que não sabiam de nada, apenas foram muito rápidos em redigir uma peça de soltura que começaram a escrever depois que souberam da decisão do ministro. Num país sério, sabemos o que aconteceria com o ministro da Suprema Corte.

Os presos em segunda instância já são um quarto do total de 602 mil presos do país. Marco Aurélio Mello, para soltar Lula, colocará cerca de 150 mil bandidos, estupradores, assassinos, assaltantes, seqüestradores etc nas ruas.

Ou seja: a única forma de sair nas ruas em segurança, depois da decisão monocrática de Marco Aurélio Mello contrariando o próprio plenário do STF simplesmente para favorecer Lula, no calar do recesso, sem medo de ser roubado, estuprado, seqüestrado ou assassinado, certamente é fechando as ruas para mostrar  que o Brasil não aceita Lula solto, que todas as tais “instituições” dependem de Lula devidamente atrás das grades. E pode ser em Pedrinhas.

Para entender como lidar com o novo vocabulário político, confiram nossa revista exclusiva para patronos através do Patreon ou Apoia.se.

Sem mais artigos