jornalismo de ficção

Leitor da Folha acha impressionante 30% avaliarem Bolsonaro como bom/ótimo

Pandemia de burrice crônica do jornalismo profissional atinge seus leitores também. Especialistas do Senso recomendam o isolamento de jornal como cura

Muito antes da pandemia do coronavírus, um outro surto já havia se espalhado pelo país, castigando sobretudo as redações de jornal. O grupo de risco eram os jornalistas profissionais. Os sintomas principais eram a cegueira para com a corrupção e o enriquecimento ilícito de políticos, falta de ventilação no cérebro, causando o ressecamento completo dos neurônios.

A pandemia não foi contida a tempo e hoje, 100% das redações de jornal sofrem com a petrificação cerebral de seus membros. A produção de absurdos atingiu seu ápice com a invenção do leitor imaginário da Folha de S.Paulo. É o jornalismo de ficção.

Pelas intervenções de tal leitor nas manchetes da Folha, calcula-se que ele viva nas imediações da rua Barão de Limeira, não seja muito dado a essa coisa de higiene, use alguns psicofármacos na sua varandinha gourmet e, quiçá, seja vegano.

Na última consulta feita pelos repórteres do antigo jornal, o leitor se disse impressionado com os 30% de aprovação de Bolsonaro. No mundo encantado da Barão de Limeira, apenas Haddad tem aprovação acima de “100%”. 

leitor-folha

O que vale lembrar, num exercício terrível de imaginação, qual seria o cenário se, hoje, fosse o poste de Lula o nosso presidente.

O gabinete de gestão da crise seria liderado por Dilma Rousseff e Luiz Inácio; os assessores seriam Benedita da Silva, Maria do Rosário, Zé Dirceu e Lindbergh Farias. Numa hora dessas, metade do povo já teria padecido vítima de tétano e febre amarela e a outra metade estaria proibida de sair de casa antes de tomar a vacina contra raiva, medida preventiva adotada por Dilma. 

Deus ainda está do nosso lado.

P.S. A foto é uma homenagem ao grande Orival Pessini, criador de personagens maravilhosos, entre eles, o Patropi.


Guten Morgen Go – Primeira Guerra Mundial já está no ar!! Conheça o conflito que moldou o mundo problemático em que vivemos em go.sensoincomum,org!

Publicidade
Sem mais artigos