LOADING

Type to search

Investigação

Fiuza: Quantos médicos garantem que nenhuma morte por pneumonia foi atribuída à peste chinesa?

Guilherme Fiuza questiona por que ocorreu queda incomum de 34,9% das mortes por pneumonia e 22,6% por infarte no ano da peste chinesa

Avatar
Share
Fiuza, Covid-19

O Jornal da Record publicou uma matéria alegando que seria “fake news da internet” uma deturpação nas estatísticas dos falecidos por coronavírus.

Em resposta à matéria, o jornalista (sem ofensas) Guilherme Fiuza rebateu ontem a notícia mostrando dados de mortes que praticamente sumiram neste ano no Brasil.

Fiuza vem questionando insistentemente as estatísticas das vítimas do vírus chinês. Não há um critério claro sobre óbitos – se o paciente morreu com ou por Covid-19.

Uma pesquisa do Instituto Superior de Saúde da Itália, argumenta Fiuza, constatou que pelo menos “70% dos óbitos atribuídos à covid-19 houve outras causas para a morte, que pode ter sido acelerada ou não pelo coronavírus“.

O escritor afirma que quando o país atingiu 100 mil vítimas do vírus chinês ocorreu uma queda de 34,9% das mortes por pneumonia e 22,6% nos óbitos por infarte em relação ao mesmo período do ano passado:

No mesmo período do coronavírus, os óbitos por pneumonia, infarto, AVC, insuficiência respiratória e septicemia totalizaram mais de 70 mil mortes em 2019. Por obra do acaso, ironizou Fiuza, essas 70 mil mortes sumiram este ano:

Fiuza afirma que essa redução acentuada de óbitos por essas doenças é incoerente com os dados dos anos anteriores.


Seja membro do Brasil Paralelo e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Tags:
Avatar
Oliver

Oliver é dropista, podcaster e palestrante. Twitter: @Oliver_talk

  • 1