Digite para buscar

Nem aqui, nem na China

Vacina na China não é obrigatória – e é paga

Totalitários genocidas que criaram a Coronavac não farão vacinação compulsória – só o Doria. Preço chega a US$ 148 – mas o Brasil compra

Avatar
Compartilhar
Vacina na China não é obrigatória – e é paga Totalitários genocidas que criaram a Coronavac não farão vacinação compulsória – só o Doria. Preço chega a US$ 148 – mas o Brasil compra

O governador de São Paulo, João Doria, já manifestou sua vontade de obrigar 45 milhões de paulistas a tomar a vacina chinesa. Isto provocou uma discussão que já chegou aos corredores do Supremo Tribunal Federal que, ao que tudo indica, concorda com o governador.

Curiosamente, nem a maior ditadura do globo, grande parceira de Doria, cogitou obrigar os seus cidadãos a tomarem as três vacinas disponíveis. Na China, a vacinação é voluntária – e é paga.

Em reportagem sobre as três vacinas chinesas disponíveis, o jornal ultra-esquerdista New York Times escreve: “Os fabricantes de vacinas e governos locais [da China] enfatizam que a participação é voluntária e muitas pessoas que tomam as vacinas pagam uma quantia considerável para fazê-lo. De acordo com avisos do governo, as vacinas custariam cerca de US $ 148, o que as colocaria fora do alcance de muitos em um país onde 600 milhões de pessoas ganham isto em um mês.”


Seja membro da Brasil Paralelo e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nósVista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1