Digite para buscar

Deu até na Fôia

Inquérito do STF contra adversários políticos não encontra crimes

Mesmo após terem suas vidas, privacidade e intimidade devassadas, PF não encontra crimes dos investigados no inquérito contra atos supostamente "antidemocráticos"

Avatar
Compartilhar
Inquérito do STF contra adversários políticos não encontra crimes

O ex-jornal Folha de S.Paulo noticia – com pesar – que a Polícia Federal “ainda” não viu indícios de crime de “atos antidemocráticos”, após quase 10 meses de existência.

“A Polícia Federal (…) não encontrou elementos suficientes para indiciar pessoas pela realização ou financiamento de atos antidemocráticos, por ora (sic)”, diz a nota do panfleto psolista da publicação – esperando, decerto, que o inquérito seja eternizado para manter uma perseguição eterna a adversários ideológicos.

Aberto em abril de 2020, o inquérito dos atos antidemocráticos (4828) é distinto daquele que apura a propagação de supostas fake news, (4781). Aquele ficou conhecido como “inquérito do fim do mundo” e foi aberto ainda em 2019 pelo então presidente da corte, Dias Toffoli.

Na prática, entretanto, os dois inquéritos só serviram, até o momento, como meio de perseguição política, em pleno funcionamento do “estado democrático de direito.”


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1