Digite para buscar

Sincronia

OMS muda critério para testes do vírus no dia da posse de Biden

Por mera coincidência, menos casos de "falso positivo" ocorrerão durante a gestão Biden. Por mera coincidência, números tendem a ser menores do que sob Trump

Avatar
Compartilhar
OMS muda critério para testes do vírus no dia da posse de Biden

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um “alerta de produto médico” na terça-feira, 20, com novas diretrizes de testagem da peste chinesa, que devem ser adotadas por laboratórios em todo o mundo.

O alerta da OMS indica que um paciente com o teste PCR positivo não deve ser considerado necessariamente infectado, a menos que se faça um segundo teste e o paciente apresente sintomas. Na prática, a organização reconhece que o teste PCR, por si só, possui elevada probabilidade de resultados falso-positivos.

Por mera coincidência, as “novas diretrizes” foram divulgadas no exato dia em que Joe Biden recebeu seu crachá da Casa Branca.

Por mera coincidência, um estudo ainda não revisado disponível no medRxiv, lembrou que a OMS jamais havia considerado o uso de apenas um teste PCR positivo para confirmação de diagnóstico nos últimos 20 anos.

“Em epidemias anteriores, as autoridades de saúde (…) adotaram medidas para limitar a ocorrência de falsos positivos. Por exemplo, a OMS e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA limitaram os testes baseados em PCR a indivíduos com alta probabilidade de infecção (aqueles com sintomas e/ou exposição significativa) e geralmente exigiam a confirmação de resultados positivos por um segundo teste independente. Esses avisos e requisitos não constam nas orientações das mesmas organizações sobre o teste SARS-CoV-2”, diz trecho do estudo. Detalhe: este paper foi postado em agosto de 2020.

Ah, e uma última coincidência: no dia 21 – menos de 24 horas após a divulgação das novas diretrizes – Dr. Anthony Fauci, especialista em doenças infecciosas do governo dos EUA, revelou que seu novo chefe, Joe Biden, havia assinado uma carta informando que o país voltaria a fazer parte da OMS – seis meses após Donald Trump determinar o fim do apoio financeiro americano e a saída da organização.

Com informações do Breitbart News.


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1