Digite para buscar

Bullying acadêmico

Epidemiologista desiste de pesquisar peste chinesa após sofrer ameaças

Cientista sueco publica estudo sobre baixo contágio da peste chinesa entre crianças e professores, sofre ameaças e desiste de pesquisa

Avatar
Compartilhar
Epidemiologista desiste de pesquisar peste chinesa após sofrer ameaças

O pesquisador e professor de epidemiologia clínica do Instituto Karolinska, na Suécia, Jonas Ludvigsson (foto), sofreu assédios e ameaças após a publicação de seu estudo mostrando a baixa prevalência da peste chinesa entre professores e crianças (1 a 16 anos) em sala de aula. Ludvigsson também é pediatra do Hospital da Universidade de Örebro.

A pesquisa foi publicada em inglês na revista científica americana New England Journal of Medicine, em 18 de janeiro, e passou por revisão de pares, corroborando os resultados.

O estudo de Ludvigsson mina o argumento político de que as escolas não podem reabrir para aulas presenciais, motivo pelo qual provavelmente ele sofreu as ameaças.

brasil paralelo

De acordo com reportagem do British Medical Journal, o cientista recebeu mensagens raivosas e ameaças via e-mail e redes sociais, o que o fez desistir de pesquisar e até debater o assunto publicamente.

Segundo a reportagem, intimidações e ameaças contra acadêmicos vêm aumentando com o crescimento das redes sociais, principalmente em questões controversas como pesquisas sobre o coronavírus.

Como resposta, a Suécia planeja emendar a sua Lei do Ensino Superior, para garantir liberdade acadêmica aos pesquisadores e cientistas do país.


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1