fbpx

Digite para buscar

Brava gente

Helder Barbalho proíbe pais separados de verem filhos

Decreto do governo do Pará só permite um deslocamento semanal de crianças sob guarda compartilhada – mas desde que nenhum dos familiares apresente “sintomas do COVID”

Compartilhar
Helder Barbalho proíbe pais separados de verem filhos, exceto com autorização do estado

Se você acha que as autoridades passaram de todos os limites do razoável em nome da “preservação de vidas” e da “sua saúde”, sugiro ficar de olho, diariamente, nos decretos estaduais e municipais do lugar onde você vive.

Na segunda-feira, 15, o Senso Incomum publicou duas notas na seção Drops sobre alguns absurdos que governadores estão promovendo sem seus estados.

No Tocantins, Mauro Carlesse (DEM) quer implementar vigilância digna de um regime autoritário nos moldes do Partido Comunista Chinês, fazendo triangulação de sinais de celular para “identificar aglomerações.”

brasil-paralelo-flavio-

Helder Barbalho (MDB) se ateve à esdrúxulas minúcias em seu decreto, ensinando à canetadas lições de boas maneiras ao paraense.

Na manhã desta terça-feira, 16, um leitor chamou a atenção para o artigo 8o do decreto de Barbalho, reeditado e publicado em edição extra na segunda-feira, 15.

Não contente em proibir reuniões familiares, o estado do Pará está PROIBINDO que pais e filhos menores de idade se encontrem quando bem entenderem.

Art. 8° Fica proibida toda e qualquer reunião, pública ou privada, inclusive de pessoas da mesma família que não coabitem, independente do número de pessoas.

§ 1° Ficam proibidas visitas em casas e prédios, exceto pelos seus residentes ou por pessoas que estejam desempenhando atividade ou serviço essencial.

§ 2o No caso de menores sob guarda compartilhada, devidamente comprovada por documentos, fica autorizado que eles realizem 1 (um) deslocamento semanal entre os genitores, desde que nenhum dos envolvidos esteja com sintomas da COVID-19.

Trata-se de um dos maiores absurdos já feitos em um país “democrático” – empatando em autoritarismo com o governador do RS, Eduardo Leite (PSDB), que agora decide o que o cidadão pode e o que não pode comprar nos supermercados de sua “República Rio Grandense”.

Acabou a liberdade no horizonte do Brasil.


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1