Digite para buscar

Entretenimento

Falcão e o Soldado Invernal mostra herói negro não conseguindo empréstimo em banco

De acordo com roteirista Malcolm Spellman, temas como Black Lives Matter e a pandemia serão lidos pela "cultura woke" em nova série da Marvel

Compartilhar
Falcão e o Soldado Invernal mostra herói negro não conseguindo empréstimo em banco

Não é de hoje que a Marvel vem abordando, de maneira nada sutil, as agendas de tendência progressista. Agora, com a estreia da série O Falcão e o Soldado Invernal, resolveu entrar de cabeça na militância.

De acordo com Malcolm Spellman, roteirista principal da série que estreou dia 19 na Disney+ e bateu recorde de audiência, o novo trabalho mergulhou em temas políticos de forma bastante incisiva, desde o primeiro episódio.

Em entrevista para a Variety, Spelmman explica como a série trata da política contemporânea – de Black Lives Matter à pandemia de peste chinesa.

Em uma cena inicial da série, por exemplo, o personagem negro Sam Wilson, o Falcon (interpretado por Anthony Mackie), visita um banco para solicitar um empréstimo. O banqueiro, ao perguntar sobre sua renda, suspeita do cliente e recusa o empréstimo.

“Aquele foi um momento muito, muito divertido (sic), (…) o fato de ser uma celebridade, não transcendeu o fato de ele ser negro”, diz Spellman.

O episódio termina com Falcon descobrindo que o governo mentiu e não o aceitou como substituto do Capitão América por ele não ser branco.

O roteirista disse ainda que seu esforço para tornar a sala dos roteiristas “toda preta” foi a chave para o sucesso:

A magia de abraçar a diversidade na sala dos escritores e ter uma equipe quase toda negra permite que você entre na cultura pop. Quero dizer, os negros são os mestres disso, e quando temos uma chance para fazer o que fazemos é fundamental para todos porque nossa luta e nosso ponto de vista é uma versão concentrada da maior luta humana. Esses momentos [da série] serão direcionados, e vamos cavando cada vez mais fundo conforme a série avança”.

Spellman concluiu a entrevista observando que depois que sua produção foi encerrada devido à pandemia, os roteiristas voltaram para readaptar a história e incluir temas relacionados ao Covid 19.

Bem-vindos a mais um panfleto político da Marvel.

Com informações de Breitart News


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Luigi Marnoto

Luigi Marnoto é cozinheiro e só não foi guia de cego e bombeiro. Atualmente escreve no Senso em troca de uns caraminguas. É pai e avô quase exemplar e campeão de porrinha.

  • 1