fbpx

Digite para buscar

10 vezes em que a mídia tratou origem laboratorial como “teoria da conspiração”

Compartilhar

O jornalista Ben Johnson escreveu um artigo ao portal Daily Wire expondo as diversas ocasiões em que a grande mídia americana tratou como teoria da conspiração uma possibilidade que jamais deveria ser descartada por qualquer profissional que se diga jornalista: a de que vírus chinês pode ter, sim, escapado de um laboratório.

Assim como este Senso Incomum expôs as agências de checagem de fatos (antigamente isto se chamava “jornal”), Johnson mostrou as 10 vezes em que a mídia tratou a hipótese com galhofa, pelo simples motivo de ter sido aventada pelo seu maior inimigo, o ex-presidente Donald Trump.

Leia abaixo um resumo do artigo.

1. A CNN diz que o diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA (NIAID, na sigla em inglês), Dr. Anthony Fauci “esmagou” a teoria de origem laboratorial de Donald Trump.

“(…) a visão de Fauci sobre as origens da doença é muito mais importante do que a opinião de Trump sobre de onde ela veio.”

A visão de Fauci em maio de 2021 é bastante parecida com a Trump em maio de 2020.

2. USA Today republica checagem de fatos da FactCheck.org, colocando no mesmo balaio as teorias de que o novo vírus já estava patenteado, de que a China já tinha vacina antes da pandemia e a de que o vírus vazou do laboratório de Wuhan.

E conclui: “Não é verdade que já exista uma vacina – assim como as alegações de que o vírus foi patenteado ou produzido em laboratório também são falsas”, insistiu o USA Today.

3. Foreign Policy publica, no início de 2020 artigo intitulado “O vírus de Wuhan não é uma arma biológica criada em laboratório.”

Em 29 de janeiro, a Foreign Policy apontou que as alegações de que a pandemia poderia estar ligada a um laboratório militar em Wuhan era apenas “um surto de teorias sem sentido e da conspiração.”

A prestigiosa publicação política disse a seus leitores para não se preocuparem pois “as autoridades de saúde pública enfatizam que não há necessidade de pânico, especialmente no Ocidente, onde o risco de transmissão permanece baixo.”

Faltou combinar com a realidade.

4. Rádio Pública Nacional dos EUA (NPR) disse que era virtualmente impossível o vírus ter saído de um laboratório. Colocou em pé de igualdade as afirmações de Donald Trump (sobre o vazamento do vírus) às do Partido Comunista Chinês, de que o vírus havia sido espalhado por soldados americanos.

5. NPR compara as alegações de vazamento laboratorial de Trump aos erros da inteligência americana que levaram George W. Bush a invadir o Iraque em 2003.

6. The Hill relata uma pesquisa mostrando que um número “alarmante” de americanos acredita na teoria “infundada” de vazamento laboratorial.

“A maioria dos eleitores registrados na pesquisa, 56%, disse que acredita pelo menos um pouco na afirmação de que ‘COVID-19 foi criado em um laboratório’, apesar de muitos cientistas dizerem que pensam que o vírus se desenvolveu naturalmente (grifo nosso).”

7. O The New York Times disse a seus leitores que “cientistas que estudaram a genética do coronavírus dizem que a probabilidade é de que o vírus saltou do animal para o humano em um ambiente não laboratorial.”

Em seguida, ensaiou sua própria teoria da conspiração. “Os assessores de Trump e os Republicanos no Congresso procuraram culpar a China pela pandemia, em parte para desviar as críticas à má gestão do governo da crise nos Estados Unidos, que agora tem mais casos de coronavírus do que qualquer outro país”, afirmou o jornal – sem provas.

8. Associated Press, o serviço de notícias mais lido do mundo, tratou como “especulação que vai contra o consenso científico” qualquer afirmação de que o vírus veio de um laboratório chinês. “Os cientistas dizem que o vírus surgiu naturalmente nos morcegos. Mesmo assim, [o secretário de Estado da administração de Trump, Mike] Pompeo e outros apontaram o dedo a um instituto administrado pela Academia Chinesa de Ciências.”

9. Vox Media, em artigo entitulado “As teorias da conspiração sobre as origens do coronavírus desmascaradas”, afirmou que “[as] evidências científicas que refutam esses rumores são importantes porque a teoria da conspiração pode persistir e minar a confiança nas autoridades de saúde pública neste momento crítico.”

10. A ABC News lamentou o fato de o governo Trump ter interrompido o financiamento de pesquisas no Instituto de Virologia de Wuhan, dizendo que a justificativa de Trump para o corte era baseada em “teoria da conspiração.”

“Enquanto as agências de inteligência dos EUA procuram pistas de um potencial acidente de laboratório, os especialistas em epidemiologia dizem que é altamente improvável que a primeira transmissão tenha acontecido dessa forma.”

Artigo original publicado em Daily Wire


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1