Digite para buscar

Deu ruim

Malásia desiste de usar Cor*nav*c pela baixa eficácia

Países que optaram por empresa chinesa viram casos aumentarem já antes da circulação de nova variante. Imunizado com duas doses, governador de SP testa positivo para peste

Compartilhar
Malásia desiste de usar Cor*nav*c pela baixa eficácia

O Ministério da Saúde da Malásia informou, na quinta-feira (15), que o país irá parar de aplicar a vacina produzida pela chinesa Sinovac Biotech assim que seus suprimentos atuais acabarem, em meio a evidências de que estas vacinas têm pouca eficácia contra a nova variante Delta.

O ministro da Saúde, Adham Baba, disse em uma entrevista coletiva que o governo da Malásia garantiu cerca de 45 milhões de doses da vacina da Pfizer-BioNTech, o suficiente para 70% de sua população. De acordo com dados do ministério, a Malásia havia adquirido 16 milhões de doses da vacina chinesa.

“Cerca de metade das 16 milhões já foram distribuídas, então o resto será usado para cobrir as segundas doses”, disse Adham, de acordo com a Reuters . “Quem ainda não foi vacinado receberá a vacina da Pfizer.”

A decisão da Malásia reflete as crescentes preocupações sobre a eficácia das vacinas chinesas contra a variante Delta, identificada pela primeira vez na Índia.

Na semana passada, as autoridades de saúde da Indonésia anunciaram que estão considerando oferecer uma injeção de reforço a profissionais médicos imunizados com a vacina de Sinovac.

A Indonésia vacinou centenas de milhares de profissionais de saúde com a vacina chinesa e milhares deles estão agora com teste positivo para a peste, alguns chegando a óbito, segundo a CNN Internacional.

A Tailândia se tornou a primeira nação a oferecer uma injeção de reforço da vacina da AstraZeneca para pessoas que já receberam a injeção da Sinovac, depois de ver um aumento semelhante nas infecções entre os trabalhadores de saúde que receberam a vacina.

Um estudo publicado na semana passada por pesquisadores da Universidade de Hong Kong descobriu que as pessoas inoculadas com a vacina Pfizer-BioNTech tinham níveis de anticorpos 10 vezes maiores do que aqueles que optaram pela Sinovac.

A Coronavac da Sinovac Biotech é a menina dos olhos do governador de SP, João Agripino Doria. O governador, que diz ter tomado as duas doses, apresentou teste positivo para a peste na semana passada.

Com informações de The Diplomat


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1