Digite para buscar

Afirmacionismo

Artigo publicado no Wall Street Journal defende iv***ct**a no tratamento da peste

Após admitir teoria de vazamento laboratorial, grande mídia descobre que a iv***ct**a pode ser tratamento eficaz para a peste

Compartilhar
Médicos realizam "Dia Mundial da Iv***ect**a", apesar de censura das Big Techs

Um artigo de opinião publicado no Wall Street Journal desta quarta-feira (28) defende que o medicamento ivermectina é um remédio “promissor para o tratamento e profilaxia” da peste chinesa.

Os autores do artigo, David Henderson e Charles Hooper, se perguntam por qual motivo a agência reguladora americana FDA vem atacando uma droga comprovadamente segura e eficaz, aprovada para uso nos EUA desde 1996, inclusive por gestantes e crianças.

Henderson é pesquisador do Hoover Institution da Universidade de Stanford e foi economista de saúde sênior do Conselho de Consultores Econômicos do presidente Ronald Reagan. Hooper trabalhava no laboratório que patenteou a ivermectina à época de seu lançamento no mercado, a Merck. Hoje, é presidente da Objective Insights, uma empresa que presta consultoria para clientes farmacêuticos.

“No início deste ano, a FDA incluiu um aviso especial de que ‘você não deve usar ivermectina para tratar ou prevenir COVID-19′”, escreveram os autores.

“A declaração do FDA inclui palavras e frases como ‘danos sérios’, ‘hospitalização’, ‘perigoso’, ‘muito perigoso’, ‘convulsões’, ‘coma e até morte’ e ‘altamente tóxico’. Qualquer leitor pensaria que o FDA está falando sobre pílulas de veneno.”

Segundo Henderson e Hooper, apesar das alegações do FDA, a ivermectina é segura nas doses aprovadas. “De quatro bilhões de doses administradas desde 1998, houve apenas 28 casos de eventos adversos neurológicos graves, de acordo com um artigo publicado este ano no American Journal of Therapeutics. O mesmo estudo descobriu que a ivermectina tem sido usada com segurança em mulheres grávidas, crianças e bebês.”

Além do fator segurança, os autores se debruçaram sobre os estudos mais recentes comprovando a eficácia da droga.

“Cerca de 70 ensaios clínicos estão avaliando o uso de ivermectina para o tratamento de Covid-19. A evidência estatisticamente significativa sugere que [seu uso] é seguro e funciona tanto no tratamento quanto na prevenção da doença”, dizem os articulistas.

“Se o FDA fosse orientado pela ciência e pelas evidências, daria uma autorização de uso emergencial para ivermectina para Covid-19. Em vez disso, o FDA afirma sem evidências que a ivermectina é perigosa”, argumentam.

Os autores finalizam o artigo enumerando os conselhos da agência americana para evitar a disseminação da peste: usar sua máscara, ficar a pelo menos dois metros de distância de outras pessoas, lavar as mãos frequentemente e evitar multidões.

“Isso se baseia nos tipos de estudos duplo-cegos que o FDA exige para aprovações de medicamentos? Não”, conclui o artigo.


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1