No programa, alegria de Lula também não dura muito - mas o final tem uma surpresa

Uma turma do barulho aproveita o plantão de um desembargador aliado para tentar soltar da prisão um bandido condenado, ex-chefe do desembargador em questão. A ordem de soltura é anulada, mas o desembargador ainda insiste mais duas vezes, e, ao final do episódio, os fãs do preso ainda perguntam: qual a urgência em cancelar a ordem de soltura?

PUBLICIDADE

A trapalhada já não precisaria de roteiristas profissionais para ser ridícula, mas ganhou uma releitura no programa A Praça é Nossa, do SBT. No episódio que foi ao ar na última quinta (12), o presidente Gula comemora a chegada de um desembargador com um habeas corpus: “chupa, seus coxinha!”. A alegria é frustrada pelo diligente juiz Sergio Morno, que cancela o habeas corpus.

Mas em A Praça é Nossa o episódio ganha mais um personagem com a chegada do ministro Gilmar Memes, cuja decisão entre prender ou soltar um bandido já podemos imaginar. Assista:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

—————

A revista Senso Incomum número 3 está no ar, com a reportagem de capa “Trump x Kim: Armas nucleares, diplomacia e aço”. Assine no Patreon ou Apoia.se!

PUBLICIDADE

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Faça os cursos de especiais para nossos leitores de neurolinguística empresarial e aprenda a convencer e negociar no Inemp, o Instituto de Neurolinguística Empresarial!

Conheça o curso Introdução à Filosofia Política de Olavo de Carvalho, ministrado por Filipe Martins na plataforma do Instituto Borborema. Conheça também o curso Infowar: Linguagem e Política de Flavio Morgenstern.

Faça sua inscrição para a série Brasil: A Última Cruzada, do Brasil Paralelo, e ganhe um curso de História sem doutrinação ideológica por este link. Ou você pode aproveitar a promoção com as duas temporadas por apenas 12 x R$ 59,90.

Sem mais artigos