Pedofilia

Coringa tem música feita por pedófilo na trilha sonora

Gary Glitter manteve relações com menina de 13 anos. Condenado a 16 anos de prisão, fãs querem que royalties não sejam pagos

Publicidade

Coringa estreou nos cinemas brasileiros na última quinta-feira, 3 de outubro, e vem sendo muito comentado nas redes sociais. O filme é dirigido por Todd Phillips, que dirigiu também Se Beber, Não Case.

Apesar do sucesso do filme, uma polêmica foi levantada em torno do nome de Gary Glitter, autor de uma das músicas (Rock and Roll Part 2) que está na trilha do filme. Glitter foi acusado de pedofilia ao manter relações sexuais com uma menina de 13 (treze) anos, conforme matéria da revista Rolling Stone.

Glitter foi condenado a dezesseis anos de prisão. Os fãs da série não querem que os direitos sejam pagos ao pedófilo. Um dos críticos afirma que é imoral pagar a alguém condenado por pedofilia.

Veja a repercussão no twitter:

 

————–

O Senso Incomum agora tem uma livraria! Confira livros com até 55% de desconto exclusivo para nossos ouvintes aqui

Publicidade
Sem mais artigos