Bolsofobia

Após foto com Bolsonaro, Diego Hypolito diz que foi ameaçado de morte e está com síndrome do pânico

Ginasta contratou segurança após ser ameaçado por gays de esquerda. Também diz que foi mais bem tratado por evangélicos após se assumir homossexual. A esquerda ama odiar

Publicidade

No Brasil jeca da elite tagarelante, dos ungidos cuidadores das condutas alheias, quem não preste reverência a visão autoritária de esquerda vira um branco-hétero-cisticercose-catavento-binário-otário. Diego Hypolito postou uma foto com o presidente Bolsonaro: foi a senha para que o ginasta, que se assumiu gay há cerca de um ano, tornar-se o vilão dos amorosos esquerdistas.

Mesmo com toda a homofobia declamada pela esquerda, o pobre Diego teve de contratar seguranças e passa por um quadro de síndrome do pânico não quando se assumiu gay, mas quando tirou uma simples foto com Bolsonaro.


Em entrevista, Diego disse:

Passei alguns dias com medo de sair de casa. Estou muito deprimido e desenvolvi síndrome do pânico. Fui ameaçado de morte, maltratado e xingado de tudo nas redes sociais. Nunca vivi nada igual, sinceramente.”

A galerinha do bem detesta o diferente, o antagônico. Será que hesitariam em eliminar fisicamente pessoas que não defendem suas visões?

————–

Saiba o que está por trás da CPMI das Fake News, o tema mais urgente do ano, em nossa nossa revista.

O Senso Incomum agora tem uma livraria! Confira livros com até 55% de desconto exclusivo para nossos ouvintes aqui

Faça o melhor currículo para arrumar um emprego e uma promoção com a CVpraVC

Compre sua camiseta, caneca e quadro do Senso Incomum em nossa loja na Vista Direita

Conheça a loja Marbella Infantil de roupas para seus pequenos (também no Instagram)

Faça os cursos sobre linguagem e sobre Eric Voegelin (e muitos outros) no Instituto Borborema

Faça gestão de resíduos da sua empresa com a Trashin

Siga-nos no YouTube Instagram

Publicidade
Sem mais artigos