Digite para buscar

Duros

PSOL afirma que seus parlamentares trans tiveram “duros embates”

Érica Malunguinho, Érika Hilton e Robeyoncé Lima (sic) tiveram um trabalho duro, mas mesmo assim foram pro pau

Compartilhar
Érica Malunguinho, Érika Hilton e Robeyoncé Lima

No último dia 29 de Janeiro, dia da Visibilidade Trans, o PSOL publicou uma nota em homenagem às suas três parlamentares.

Érica Malunguinho, enfrentou uma pauleira para impedir que não fosse aprovado o projeto de lei que determina o “sexo biológico” como único critério para participação nos esportes. O projeto foi prorrogado na ALESP. O duríssimo embate ainda não acabou.

Eriquinha acha que seus hormônios e seu jaramalho são meros detalhes.

Érika Hilton não teve a mesma sorte. Viu sua proposta para instituir o Prêmio Dandara dos Santos, que contemplaria ativistas dos direitos LGBT, não ser aprovada na ALESP.

Perde-se um prêmio fundamental, não é mesmo?

Robeyoncé Lima, a estrela do trio, foi a única que conseguiu fazer a sociedade sentir o seu duro trabalho: obteve votos suficientes para a aprovação do projeto de lei que não permite homenagens a torturadores no Estado de Pernambuco.

Será que Pablo Vittar não será mais homenageado em Pernambuco?


Conheça a importância da Primeira Guerra Mundial assinando o Guten Morgen Go – go.sensoincomum,org!

Assuntos:
Oliver

Oliver é dropista, podcaster e palestrante. Twitter: @Oliver_talk

  • 1