Digite para buscar

inJustiça

Justiça de SP permite que chefe do PCC fique em prisão domiciliar por ser hipertenso

Leonardo Vinci Alves de Lima, conhecido como Batatinha, ficará em casa sem vigilância e sem tornozeleira

Avatar
Compartilhar
Batatinha, Leonardo Vinci Alves de Lima,, trafincante, Justiça

A Justiça de SP concedeu prisão domiciliar hoje (4) ao traficante Leonardo Vinci Alves de Lima, 44, vulgo Batatinha, um dos principais chefes do PCC.

De acordo com o site O Tempo, Lima estava condenado a dez anos e sete meses por tráfico de drogas. Mas por ser hipertenso e fazer parte do grupo de risco de contaminação do novo coronavírus, será solto.

“Sendo necessária a antecipação do benefício pleiteado, sobretudo pelo risco iminente de contaminação dentro dos estabelecimentos prisionais e pelo reduzido número de médicos e leitos de que dispõe o sistema prisional”, disse o magistrado na decisão.

Batatinha ficará em casa sem vigilância de policias e sem tornozeleira eletrônica. O marginal poderá ser solto até o fim da tarde de hoje


Guten Morgen Go – Primeira Guerra Mundial já está no ar!! Conheça o conflito que moldou o mundo problemático em que vivemos em go.sensoincomum.org!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós.

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Oliver

Oliver é dropista, podcaster e palestrante. Twitter: @Oliver_talk

  • 1