Revanche

Defesa de Sara Winter pede anulação de inquérito após prisão de “Luciano Ayan”

O inquérito do ███ usado para perseguir "bolsonaristas" é baseado nos delírios do blogueiro fake news ligado ao MBL, apresentados em dossiê do ator pornô Alexandre Frota, que ameaçou bater em jornalista e "ir para a guerra" pela anarquia

A defesa da ativista pró-vida Sara Winter irá pedir anulação das provas apresentadas contra ela na CPMI das Fake news, informou a Folha de Londrina hoje (13).

Os advogados de Winter dizem que quem apresentou as provas na CPMI e também para o ███ foi Luciano Ayan, empresário ligado ao MBL, preso na última sexta feira na operação Juno Moneta.

“A defesa de Sara Giromini e dos demais presos de forma arbitrária, abusiva e ilegal, informa ainda que tomará, a partir de segunda-feira (13/07), todas as medidas cabíveis no âmbito dos inquéritos 4781 e 4828, por tudo que já é plenamente conhecido e agora, com mais essas evidências, requerer o seus imediatos arquivamentos, pela total e inequívoca imprestabilidade de provas e vícios de nulidade insanáveis”, diz a defesa em nota.


Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Publicidade
Sem mais artigos