Digite para buscar

Contra-ataque

URGENTE: Israel mata líder do Hamas, Iyad Fathi Faik Sharir, segundo IDF

Forças de Defesa Israelense teriam dado cabo de um dos chefões do grupo terrorista em Gaza. Disparos do Hamas tinham meio milhão de civis como alvo

Compartilhar

As forças de defesa israelenses informaram que um importante comandante do Hamas foi morto em um ataque de Israel contra o grupo terrorista, em resposta às centenas de mísseis lançados sob Jerusalém e outros locais do país.

“Acabamos de matar o comandante da unidade de mísseis anti-tanque do Hamas, Iyad Fathi Faik Sharir. Ele estava encarregado de realizar ataques com mísseis anti-tanque contra Israel. Nossas aeronaves estão atualmente atingindo alvos terroristas adicionais em Gaza”, tuitou a Força de Defesa de Israel nesta terça-feira (11), enquanto realizava ataques na Faixa de Gaza.

Israel iniciou os contra-ataques na noite de segunda-feira e continuou a atingir alvos terroristas palestinos durante o dia de terça-feira.

As Forças de Defesa de Israel (IDF) atingiram mais de 130 instalações militares do Hamas, incluindo fábricas de armas e centros de inteligência.

Durante a noite, em resposta ao disparo contínuo de foguetes vindos da Faixa de Gaza em território israelense, as IDF atingiram mais de 130 alvos terroristas pertencentes à organizações terroristas.

O Hamas disparou dezenas de foguetes contra Israel na terça-feira na tentativa de dominar o sistema de defesa antimísseis de Israel, conhecido como Cúpula de Ferro.

A maioria dos foguetes do Hamas foi explodida no ar antes que pudessem causar danos em solo, mas alguns conseguiram atingir alvos.

Um dos mísseis do Hamas atingiu uma escola, ferindo três israelenses. As autoridades já haviam ordenado a evacuação da escola devido aos ataques terroristas que atingiram cerca de 40 quilômetros da fronteira com Gaza.

Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1