Fight

Ben Shapiro, Paul Joseph Watson, Trump e Irã: entenda a briga

Irã abateu drone americano, Donald Trump chegou a ordenar ataque ao país, mas foi demovido da ideia 10 minutos antes da execução. Comentaristas divergem

Na última quinta-feira (20), os EUA acusou o Irã de abater um de seus drones, fazendo o clima entre as duas nações, que já é acalorado, esquentar. O Irã alega que o ataque foi efetuado porque o objeto sobrevoava território iraniano.

A ação não passou batida pelos EUA, que, segundo informações publicadas, chegou a ordenar um ataque ao país muçulmano, mas Donald Trump foi demovido da ideia 10 minutos antes da execução do ataque devido às eventuais 150 mortes que seriam causadas pela retaliação. Inclusive, foi divulgado que o aconselhamento do âncora da Fox News Tucker Carlson foi essencial para a mudança de ideia do presidente.

Fato é que, além do iminente ataque, que certamente conduziria a ações militares ainda maiores, o clima esquentou entre os comentaristas de direita a respeito do assunto.

Ben Shapiro – que os mais desavisados podem não saber, mas opera mais ou menos como nossos isentões com relação a Trump – considerou um erro estratégico a volta atrás de Trump e queria que o presidente, uma vez tendo dito que retaliaria, prosseguisse o ataque. O que fez o youtuber Paul Joseph Watson convocar uma revoada de unfollows contra o articulista do Daily Wire:

Watson disse que Shapiro é uma fraude e pergunta que pessoa verdadeiramente “pró-vida” ficaria irritada com Trump por não matar centenas de pessoas por causa de um “robô voador”.

Embora não creia-se que um conflito entre Irã e EUA seja pertinente nesse momento, as razões de Watson parecem pobres. Um eventual ataque não seria por causa de um “robô voador”, mas por atacar a soberania militar americana, expressa, casuisticamente, pelo drone abatido em questão.

Vale também lembrar que Shapiro pode estar sedento por um conflito da América com o Irã porque isso reafirmaria a posição soberana de Israel na região.

Fato é que o ataque – felizmente – foi suspenso, mas Trump promete sanções mais severas contra o Irã. A ONU se reunirá na próxima semana para discutir a escalada da tensão e Angela Merkel urgiu que as coisas se resolvam “politicamente”.


Confuso com o governo Bolsonaro? Desvendamos o nó na revista exclusiva para patronos através do Patreon ou Apoia.se.

Não perca o curso Ciência, Política e Ideologia em Eric Voegelin, de Flavio Morgenstern, no Instituto Borborema!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Adquira as camisetas e canecas do Senso Incomum na Vista Direita.

Assine o Brasil Paralelo e tenha acesso à biblioteca de vídeos com mais de 300 horas de conteúdo!

Sem mais artigos