Midiotas

Estadão ignora bandido e UOL se refere a “suposto assalto” em suas galhofas diárias

Transformar bandidos em vítimas é regra nas redações da grande imprensa

A imprensa tradicional passa por uma crise intensa. A desconexão entre a notícia e a realidade é algo que salta aos olhos do leitor comum. Um assassino confesso é tratado como suspeito; uma ação criminosa é um suposto assalto; um bandido é tratado como alguém comum, enquanto o policial é tratado como o assassino.

uol-bizarro

O descrédito é total. A melhor forma de não saber sobre algo é se informar pelos grandes portais de notícias. O jornal continua a ter sua utilidade: não para ser lido.

estadao-bizarro

————–

Confuso com o governo Bolsonaro? Desvendamos o nó na revista exclusiva para patronos através do Patreon ou Apoia.se.

Não perca o curso Ciência, Política e Ideologia em Eric Voegelin, de Flavio Morgenstern, no Instituto Borborema!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Adquira as camisetas e canecas do Senso Incomum na Vista Direita.

Assine o Brasil Paralelo e tenha acesso à biblioteca de vídeos com mais de 300 horas de conteúdo!

 

Sem mais artigos