Ideologização

Colégio em Londrina tem apresentação com “Marielle vive”, beijaço e ataques à PM

Mãe de aluna diz que escola não permitiu filmagem e que quem não assistisse ficaria com falta

Publicidade

O Colégio Estadual Hugo Simas, em Londrina, apresentou um evento em “celebração” à Marielle Franco na última sexta-feira, 01 de novembro de 2019, no período noturno.

De acordo com “Fernanda Leite Carvalhaes”, mãe de uma aluna, a diretora não avisou os pais, disse aos alunos que seria atribuído até cinco faltas caso não participassem e os proibiu de gravar o ato.

A “celebração”, afirma Fernanda, teve danças bizarras, incentivo a homossexualidade com beijaço gay, além de um teor violento contra a polícia militar.

Veja o vídeo abaixo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Mãe afirma ainda que quem não assistisse à apresentação seria punido com cinco faltas e os alunos não poderiam gravar o ato.

Uma publicação compartilhada por Paulo Eduardo Martins (@deputadopaulomartins) em

————-

Conheça o plano do centrão e da isentosfera para derrubar Bolsonaro e censurar as redes sociais na nossa revista exclusiva para patronos!

O Senso Incomum agora tem uma livraria! Confira livros com até 55% de desconto exclusivo para nossos ouvintes aqui

Publicidade
Sem mais artigos