Paste your Google Webmaster Tools verification code here

Um presidenciável para 2018 é réu no STF por apologia ao estupro. Mas é um outro que foi flagrado apontando para sua trosoba e dando uma enrabada no ar dia desses.

Um dos prováveis presidenciáveis às eleições 2018 é Jair Bolsonaro, réu no STF por “apologia do estupro” por dizer que não estupraria uma deputada que o chamava de estuprador, Maria do Rosário. Bolsonaro defendia punições mais rigorosas para estupradores, enquanto Maria do Rosário defendia que o estuprador Champinha era “uma criança” (sic). Quem foi condenado por apologia do estupro foi… Bolsonaro. A noção de causa e efeito, agente e paciente, não vai muito bem neste país.

PUBLICIDADE

Ao se falar em estupro, o nome que se vem à tona, para o bem ou para o mal, é Jair Bolsonaro, que deverá se focar fortemente na criminalidade, o maior mal do país (disparadamente à frente de corrupção, saúde ou educação). Mas, em tempos de denúncias de estupro de conseqüências discutíveis e de ejaculações no ônibus, quem deveria ser lembrado é o ex-presidente petista Lula.

Se é para falar em apologia, ou seja, incentivo, glorificação, exaltação, louvamento, defesa, elogio e encômio a algo, não faz o menor sentido falar de Bolsonaro, o único presidenciável em décadas a propor penas mais duras para estupradores. Já Lula, recentemente, junto a comparsas da Juventude do PT, fez o gesto da sarrada, a “enrabada” fictícia que se dá no ar, mostrando o tamanho imaginário da jiromba, dando a entender que está pronto para enrabar alguém.

A Jovem Pan lançou a hashtag no Twitter #nãomereçosersarrado, mas a blogosfera progressista, apologista, encomiasta, desculpadora, relativizadora, beleguim, rábula, meirinha e comparsa de Lula, preferiu dar risadinha e lacrar com o gesto do ex-presidente mostrando ao povo brasileiro o quanto acredita que seja a dimensão de seu jonjolo, e o quanto dele quer introduzir no oritimbó de cada brasileiro (não se sabe se à vista ou à prestação, se em todos, individualmente, ou dividido igualitariamente por cada brasileiro).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Lula dá sarrada com Juventude do PT - pesquisa do Google

Logo após o ato apologético de Lula, veio a notícia do ejaculador no ônibus, que foi solto graças à audiência de custódia, invenção garantista de origem esquerdista que permite que bandidos sejam soltos.

PUBLICIDADE

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

 

Afinal, é um Bolsonaro que é apologista do estupro, ou vemos muito mais atos incentivadores de comportamentos de libido esfregada na cara da população e gestos incentivadores de obscenidades, como faz Lula, que lamentava em entrevista à Playboy que hoje não era mais como em sua época, em que um jovem garoto com 16 anos já tinha tido várias experiências com animais?

Até agora não vimos um pio da militância feminista contra Lula.

—————

Assine nosso Patreon ou Apoia.se e tenha acesso à nossa revista digital com as Previsões 2017!

Conheça o curso Infowar: Linguagem e Política de Flavio Morgenstern pelo Instituto Borborema para aprender como a política se faz pelo controle da linguagem e de sentimentos.

Faça sua inscrição para o 2.º Congresso Virtual do Brasil Paralelo e, de quebra, ganhe um curso de História sem doutrinação ideológica por este link.

  • Guilherme de Souza

    Dá até pra imaginar o choro e o ranger de dentes (especialmente depois daquele escândalo a respeito da resposta do Bolso ao Gleen Greenwald)

  • Cidadão Jauense

    Percebeu como essa galerinha “Progressista” é tudo igual?

  • De fato, Jérôme. Confesso que essa não sabia. Obrigado pela correção!

    • Ilbirs

      Onde está encomio (terceiro parágrafo) leia-se “encômio”. Onde está comparsas Juventude do PT leia-se “comparsas da Juventude do PT” (o mesmo terceiro parágrafo).

  • Francisco

    Inversão total de valores…

Sem mais artigos