fbpx

Digite para buscar

Demografia

Coreia do Sul está ficando sem gente

Taxa de fertilidade de 1,05 filho por mulher é a mais baixa do mundo

Compartilhar

A taxa de fecundidade na Coreia do Sul vem caindo dramaticamente desde os anos 60 e hoje é a mais baixa do mundo, segundo a revista The Economist: 1,05 filho por mulher em 2017. Desde o começo dos anos 80, o ministério da Educação sul-coreano fechou 3 5000 escolas no país, e outras 28 serão fechadas este ano. Se essas condições forem mantidas, a população chegará a zero em algumas décadas.

Vários fatores contribuem para a baixa fecundidade na Coreia do Sul. Hierarquias rígidas e longas jornadas de trabalho tornam difícil construir uma família, tanto para homens quanto para mulheres. O desemprego entre os jovens está alto: 10,5%. Comprar uma casa na capital Seul é muito caro (a taxa de fecundidade por lá é ainda mais baixa: 0,84 filho por mulher). E muitas mulheres temem não conseguir retomar os empregos após terem o primeiro filho.

A falta de bebês ameaça o crescimento econômico da Coreia do Sul e o sistema de previdência, que depende da entrada de novos contribuintes. Também ameaça a segurança nacional. Todo homem sul-coreano deve cumprir cerca de dois anos de serviço militar, uma necessidade evidente diante de um vizinho armado até os dentes como a Coreia do Norte.

O governo do presidente Moon Jae-in anunciou medidas para melhorar o acesso a creches, aumentar o apoio a famílias de mães e pais solteiros, e reduzir a jornada de trabalho. A ênfase é oferecer mais liberdade aos cidadãos nas escolhas de como viver, em vez de apenas incentivar mais nascimentos.

—————

A revista Senso Incomum número 3 está no ar, com a reportagem de capa “Trump x Kim: Armas nucleares, diplomacia e aço”. Assine no Patreon ou Apoia.se!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Faça os cursos de especiais para nossos leitores de neurolinguística empresarial e aprenda a convencer e negociar no Inemp, o Instituto de Neurolinguística Empresarial!

Conheça o curso Introdução à Filosofia Política de Olavo de Carvalho, ministrado por Filipe Martins na plataforma do Instituto Borborema. Conheça também o curso Infowar: Linguagem e Política de Flavio Morgenstern.

Faça sua inscrição para a série Brasil: A Última Cruzada, do Brasil Paralelo, e ganhe um curso de História sem doutrinação ideológica por este link. Ou você pode aproveitar a promoção com as duas temporadas por apenas 12 x R$ 59,90.

[amazon asin=B07BJMNZC1&template=iframe image2][amazon asin=8520942768&template=iframe image2][amazon asin=B00QJDONQY&template=iframe image2][amazon asin=B075MS19FH&template=iframe image2][amazon asin=859507027X&template=iframe image2][amazon asin=8542611039&template=iframe image2][amazon asin=8501110825&template=iframe image2][amazon asin=8581638643&template=iframe image2][amazon asin=8550802751&template=iframe image2][amazon asin=B077BVNRPG&template=iframe image2][amazon asin=B078Y7JQFG&template=iframe image2][amazon asin=8580333318&template=iframe image2]

Assuntos:
Senso Incomum

Senso Incomum é um portal de idéias e opiniões contra a corrente de pensamentos automáticos da última moda. Apenas com uma âncora se pode navegar mais longe, ao invés de boiar à deriva. Siga no Twitter: @sensoinc e no Facebook: /sensoincomumorg.

  • 1