ONU

Ditadura venezuelana é reeleita para o Conselho de Direitos Humanos da ONU

“É um regime ilegítimo e essa candidatura é uma excrescência”, disse o chanceler Ernesto Araújo.

Publicidade

A eleição para o Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas ocorreu na manhã desta quinta-feira, dia 17, em Nova York. Duas vagas estavam sendo disputadas por Brasil, Venezuela e Costa Rica. Os vencedores foram Brasil e Venezuela que cumprirão o mandato até 2023.

O chanceler Ernesto Araújo disse para representantes de outros países no Itamaraty que não concorda com a presença da Venezuela no Conselho, pois a ditadura venezuelana é um “regime ilegítimo e essa candidatura para o Conselho de Direitos Humanos é uma excrescência.

————-

Conheça o plano do centrão e da isentosfera para derrubar Bolsonaro e censurar as redes sociais na nossa revista exclusiva para patronos!

O Senso Incomum agora tem uma livraria! Confira livros com até 55% de desconto exclusivo para nossos ouvintes aqui

Publicidade
Sem mais artigos