Carnaval

Esconda essas coxas, Alessandra!

Pra que tudo isso, Alessandra?

Que vergonha, dona Alessandra Negrini! Que vergonha!!!

O que a senhora pretendia com esse maiõ ostensivo? Deslegitimar a luta de séculos do povo da mata, se apropriando de toda uma cultura só para exibir suas curvas?

Pois saiba que você prestou um desserviço à causa! Índia fajuta! Índia coxuda! Índia malhada da Body Tech!!!

Digo mais: você não sobreviveria na floresta por mais de poucas horas. Seria comida impiedosamente por animais selvagens famintos, e viraria ração de jacaré e jantar de sucuri. No bloquinho, cercada por homens criados à base de leite de soja, é mole dar uma de aborígene gostosa.

Nem sei por que silvícolas legítimos ainda posaram ao seu lado para fotos. Talvez tenham ficado com pena de tamanha ignorância acerca da pauta identitária, e resolveram prestar um gentil apoio.

Finalizando, direi exatamente o que você precisa fazer agora, para tentar minorar os danos causados:

Pedir desculpas públicas, queimar aquele cocar chinês, seguir a Guajajara no Insta e autografar todos os exemplares da Playboy de abril de 2000.

Índia peralta!

—————

Conheça a Livraria do Senso Incomum com títulos selecionados!

Publicidade
Sem mais artigos