Digite para buscar

Pedofilia

Filme alemão causa repulsa em festival por homem ter relação sexual com sua filha androide de dez anos

Em uma cena particularmente perturbadora, a menina está deitada nua no balcão enquanto o pai remove a vagina e a língua para limpar

Avatar
Compartilhar
The Trouble with Being Born, pedofilia, cinema, berlin

O 70º Festival Internacional de Cinema de Berlim que ocorreu entre 20 de fevereiro e 1 de março de 2020, exibiu um filme que tem causado muita indignação e repulsa por parte da crítica e do público.

A obra The Trouble with Being Born, dirigida pela austríaca Sandra Wollner, conta a história de um homem que tem relacionamento sexual com sua filha androide de dez anos:

“O homem chama a robô de ‘Elli’ e ela o chama de ‘papai’. Embora a relação sexual esteja implícita no filme, não há dúvida de que o pai realmente está tendo uma relação sexual com a andróide. Em uma cena particularmente perturbadora, Elli está deitada nua no balcão enquanto o pai remove a vagina e a língua para limpar”, escreveu a colunista Cristina Margolis, da revista Evie

De acordo com Margolis, o filme promove a pedofilia, a exploração infantil e o estupro. O público do festival abandonou a sala durante a exibição do filme.

O pai é interpretado pelo artista austríaco Dominik Warta e a androide de dez anos por Lena Watson.


Conheça a importância da Primeira Guerra Mundial assinando o Guten Morgen Go – go.sensoincomum,org!

Assuntos:
Avatar
Oliver

Oliver é dropista, podcaster e palestrante. Twitter: @Oliver_talk

  • 1