Liberah a badernah

Justiça exige que 1200 presos sejam soltos em São Paulo devido ao coronavírus

Não há registro de coronavírus entre presos no momento. Soltos, poderão pegar a doença, enquanto os inocentes ficam trancafiados

Publicidade

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) libertou provisoriamente mais de 1200 pessoas que estavam presas como medida preventiva contra o coronavírus, de acordo com o portal G1.

Os homens e mulheres libertos, por determinação do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), são do regime semi-aberto e pertencem ao grupo de risco para a doença.

“Foram soltos 1.227 presos entre o dia 20 de março até o último sábado (28) acatando diversas decisões judiciais. Existe a possibilidade de que mais alvarás de soltura para detentos e detentas sejam expedidos pelas Justiça nos próximos dias”, afirma o G1.

O Ministério Publicou disse ao portal que irá recorrer da decisão.

O G1 afirma que até a publicação da matéria, hoje (30) às 10h57, não havia registro de casos da doença entre presos.


Guten Morgen Go – Primeira Guerra Mundial já está no ar!! Conheça o conflito que moldou o mundo problemático em que vivemos em go.sensoincomum,org!

Publicidade
Sem mais artigos