Meu Deus

Revista Exame diz que Argentina é elogiada por pesquisadora ao sacrificar a economia contra o coronavírus

A revista do BTG não parece se importar em disfarçar que muitos estão torcendo pela falência do país para lucrar com nosso endividamento

Publicidade

A revista Exame publicou um artigo no último sábado, 28, que mostra as medidas rígidas que o presidente da Argentina Alberto Fernandez está tomando para conter o coronavírus no país. Dentre elas, sacrificar a economia.

A decisão de Fernandes, de acordo com a Exame, foi influenciada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) ao alertar que o coronavírus havia se tornado uma pandemia.

Assim, imediatamente Fernandez pôs a Argentina em quarentena e fechou as fronteiras: “A escolha é cuidar da economia ou cuidar da vida. Eu escolhi cuidar da vida”.

O presidente tem plena ciência de que a decisão afundará a já frágil economia argentina, mas segundo a Exame, o presidente tem apoio da população.

A revista afirma que Fernadez recebeu elogios de Jimena Blanco, chefe de pesquisa política da América Latina da consultoria Verisk Maplecroft:

“Este é um momento de decisivo para Alberto Fernández mostrar que está no controle e liderando o país. O pior cenário é obter uma resposta desordenada, ou nenhuma resposta, que é o que estamos vendo no México e no Brasil.”

Se o leitor imaginou que o elogio viria de uma grande autoridade da sociologia ou da economia; ou de um grande líder internacional; ou mesmo de alguma subcelebridade, sinto desapontá-lo. A blandícia veio de  Jimena Blanco, descoberta em algum lugar das esquinas do mundo para elogiar o presidente argentino e criticar o México e o Brasil.

Até o momento, foram registrados 22 mortes por causa do coronavírus na Argentina.


Conheça a importância da Primeira Guerra Mundial assinando o Guten Morgen Go – go.sensoincomum,org!

Publicidade
Sem mais artigos