fbpx

Digite para buscar

Assassinato

Filho de juíza americana que julgaria Epstein é assassinado em casa

Casa de Esther Salas foi invadida por homem com uniforme da Fedex. Marido da juíza também foi baleado

Compartilhar
Jefrey Epstein, Judge Esther Salas

Na tarde do último domingo, 19, um assassino vestido com uniforme de FedEx (uma empresa de correio), matou o filho e baleou o marido da juíza americana Esther Salas em sua residência em North Brunswick, Nova Jersey.

“Tanto Mark Anderl, 63 anos, advogado de defesa e ex-promotor, como Daniel Anderl, 20 anos, estudante da Catholic University em DC, foram baleados depois que um deles abriu a porta para o atirador por volta das 17h”, informou The Washington Post.

Durante o ataque, Salas não ficou ferida, pois estava no porão da casa. De acordo com The Daily Wire, pode existir alguma relação entre o assassinato e o julgamento que a juíza iria fazer sobre o caso Epstein. O financista americano morreu na prisão em circunstâncias suspeitas (supostamente suicídio), em agosto do ano passado, enquanto aguardava julgamento por acusações de tráfico sexual:

“A juíza estava designada para uma ação coletiva de um grupo de investidores que ajuizou contra o Deutsche Bank alegando que a empresa não conseguiu sinalizar transações questionáveis ​​que foram feitas a partir da conta do financista Jeffrey Epstein.”

O FBI relatou que já está investigando o crime: “Estamos procurando pistas e solicitamos que qualquer pessoa que pense ter informações relevantes entre em contato pelo telefone 1-973-792-3001.”


Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Oliver

Oliver é dropista, podcaster e palestrante. Twitter: @Oliver_talk

  • 1