Digite para buscar

Sem terrinha

Youtuber infantil de extrema esquerda Felipe Neto defende MTST

Imitador de foca diz em redes de público infanto-juvenil + Vera Magalhães que Brasil "foi enganado" sobre o MTST

Avatar
Compartilhar
semterrina323

PhD em grudar bala nas axilas, mestre em caçar macarrões zumbis no Minecraft, Felipe Neto vem se destacando em tarefas um tanto mais simples do que as que o levaram a fama, como cuspir geleca pelo nariz e fazer bolinhas de sabão com arroto. Cansado de raciocinar tanto, o nosso adolescente tardio prefere hoje agradar a extrema esquerda.

Para tanto, tem cumprido à risca os mandamentos do movimento, tais como: censurar quem ele discorda, chamar todo mundo de fascista, defender aborto e, por úlitmo, mas não menos importante, o MTST. Numa longa tread do Twitter, o famoso textão, Felipe, entre arrependimentos e perdigotos cibernéticos, disse:

“Um dia a população brasileira vai descobrir q foi enganada e ludibriada pra achar q o MTST é algo monstruoso.”

E trouxe notícias da imprensa de extrema ultra esquerda para provar que o MTST é, apesar da população achá-lo monstruoso (o próprio Felipe adjetiva hiperbolicamente o movimento terrorista de invasores de terra), uma verdadeira benção para o nosso sofrido povo. 

Mais abaixo diz, com evidente comoção nas teclas: 

“Eu mesmo contribuí pra isso, com piadas idiotas em vídeos antigos. Até mesmo na saga Minecraft, brincando sobre o ‘Boulos invadir minha casa’.”

O MTST tem minha promessa de nunca mais fazer piadas do tipo, q ajudam a perpetuar o estereótipo mentiroso.”

A fala traz uma polêmica: Felipe Neto fazia piadas? Continua fazendo? É uma questão que fere a cosmogênese da piada. Felipe pode chamar suas tosses e seus pigarros do que quiser, menos de piadas. Isso ofende a memória de tantos que se dedicaram a ela, a piada nossa de cada dia, como o tio Adamastor que, como pétalas de rosas, as lançava nos corações de todo pinga-amor que adentrava em seu boteco habitual. 

Fere a memória de Costinha, Dona Catifunda, Golias e Paul Verlaine (quis colocar um poeta para dar gravidade). Mas do que falávamos? Não é de poesia, certamente. O compromisso pré-verbal de Felipe Neto com o MTST, lembrei. 

O encômio do adolescente trintão recebeu o apoio de ninguém menos que Guilherme Boulos, líder dos sem-teto e candidato a prefeitura de São Paulo. A coisa toda pareceu tão natural quanto um barbeador elétrico. Felipe tem tudo para ser o novo líder dos Sem-terrinha.

A inteligência desse pessoal de esquerda é, muitas vezes, tão incômoda como um pirilampo na mata. O perigo real são suas ações homicidas.


Seja membro do Brasil Paralelo e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Carlos de Freitas

Carlos de Freitas é o pseudônimo de Carlos de Freitas, redator e escritor (embora nunca tenha publicado uma oração coordenada assindética conclusiva). Diretor do núcleo de projetos culturais da Panela Produtora e editor do Senso Incomum. Cutuca as pessoas pelas costas e depois finge que não foi ele. Contraiu malária numa viagem que fez aos Alpes Suiços. Não fuma. Twitter: @CFreitasR

  • 1