Digite para buscar

#DoriaArregou

Doria arrega e não decreta “toque de restrição” em SP

Sem toque de recolher ou mudanças no Plano SP, decreto adiciona multa e fechamento de estabelecimentos que não cumprirem o que já estava em vigor

Avatar
Compartilhar
Doria arrega e não decreta "toque de restrição" em SP

“João Doria vem gradativamente tirando direitos fundamentais do povo, mas ele tem medo de fazer isso de forma repentina.” A afirmação foi feita pelo deputado Douglas Garcia (PTB), na tarde de quinta-feira, 25, em conversa por telefone com o Senso Incomum.

“Governo sempre anuncia medidas mas nunca tem projeto ou esboço de decreto”, diz deputado Douglas Garcia (PTB).

No momento da declaração, o decreto 65.529 ainda não havia sido publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo e seu teor, portanto, ainda era desconhecido. Ao que parece, o governador provou ser acertada a afirmação do deputado.

Anunciado em uma confusa coletiva de imprensa feita na quarta-feira, 24, o “toque de restrição” – eufemismo para lockdown ou toque de recolher – não consta no texto do decreto publicado na manhã desta sexta-feira, 26.

A única mudança concreta do novo decreto, é prever a aplicação das penalidades previstas no artigo 112 do Código Sanitário do Estado – advertência, multa ou interdição total ou parcial aos estabelecimentos que não cumprirem o Plano SP.

Na manhã desta sexta-feira, uma fonte da Assembléia Legislativa afirmou ao Senso que “não se sabe se o governador só está querendo amedrontar a população, se é despreparo ou se arregou.”


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1