Digite para buscar

Anti-americanismo

Memorial do 11 de setembro é destruído por líder estudantil

Membro de centro acadêmico da Universidade de Washington é flagrado jogando no lixo 2.977 bandeiras americanas em memória aos mortos dos ataques de 2001

Compartilhar
Memorial do 11 de setembro é destruído por líder estudantil

Um membro do Centro Acadêmico de estudantes da Universidade de Washington em St. Louis, Missouri, foi filmado removendo 2.977 bandeiras americanas em homenagem às vítimas dos ataques terroristas de 11 de setembro. O vídeo mostra o aluno colocando as bandeiras em sacos de lixo.

A filmagem foi divulgada no perfil do Twitter da Young Americans for Freedom (YAF), no sábado (11), dia em que os maiores ataques terroristas perpetrados no Ocidente completaram 20 anos.

Segundo o jornal estudantil independente, Student Life, o responsável pelo desmonte do memorial era Fadel Alkilani, vice-presidente de finanças do Centro Acadêmico.

As 2.977 bandeiras removidas por Alkilani faziam parte do memorial “9/11: Never Forget Project”, de uma organização estudantil conservadora, e representavam uma a uma as vítimas dos ataques. 

Segundo a YAF, Alkilani disse que retirou as bandeiras em “protesto contra o imperialismo americano e as 900 mil vidas perdidas como resultado da guerra pós 11/9”.

No sábado, os administradores da Universidade de Washington condenaram a remoção das bandeiras, mas não disseram se Alkilani enfrentaria medidas disciplinares, segundo a Student Life.

Após o ocorrido, as bandeiras foram novamente colocadas no local.

Com informações de Breitbart News


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1